Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Rotas do Mundo

Pedro around the World... My life, my dreams, my favourite things

E depois da Grécia?

Junho 29, 2015

bandeiras.jpg

 

E será que se aproxima o fim da União Europeia?

A questão da Grécia continua esta semana a ser a ordem do dia, ou melhor, a ordem de todos os dias. Amanhã vence-se o prazo para pagamento da tranche de dívida ao FMI e a Grécia não pagando, o que parece que vai mesmo acontecer, entra em Default.

Durante os últimos dias existiu a tentativa de negociações entre a Troika e o governo grego de forma a ultrapassarem esta questão. Uns não cederam na implementação de medidas de austeridade, outros não perdoam a dívida nem a renegoceiam.

Então no próximo domingo os gregos vão dirigir-se às urnas para realmente saber o seu futuro, a escolha é entre se aceitam a austeridade ou pelo contrário não pagam a sua dívida. As consequências são imprevisíveis e poderão significar a saída da Grécia da Zona Euro e quem sabe da união europeia.

Ponho-me a pensar, será que os gregos estão assim tão errados?

O exemplo do país Europeu que faliu e que se borrifou nos credores foi a Finlândia, e pois não é que estão em grande crescimento económico.

E se isto se alastra a outros países, não será o fim da Europa tal como a conhecemos?

A Europa neste momento vive uma crise gigantesca quer económica, quer política, e parece que os seus cabecilhas não sabem governar este barco tão gigantesco.

Portugal cá estará como sempre no cantinho, pobre, cantando uns fados às suas ninfas e esperando que o Destino seja melhor.

Mas será que não viveríamos melhor sem a Europa?

É uma pergunta que dificilmente consigo responder, ou que ninguém conseguirá, pois é difícil prever o futuro ou situações irreais.

Mas na minha opinião tal com Afonso Henriques se libertou de Espanha, e como nos séculos seguintes Portugal se voltou para o resto do mundo, está na hora de deixarmos de ser tão europeístas e nos tornarmos "mundialistas". É verdade que somos um pequeno território, mas também é verdade que temos uma grande costa marítima, estamos estrategicamente e geograficamente bem posicionados, temos uma grande plataforma de mar e temos a audácia que sempre nos caracterizou.

Portanto, se isto correr mal, podemos sempre improvisar – e é algo que nos caracteriza tão bem – e correr em busca de velhos novos mundos.

Eu acredito num Futuro sem a União Europeia.

Jogos Europeus Baku 2015 - Parabéns Portugal

Junho 29, 2015

baku.jpg

 

Ontem terminou a primeira edição dos Jogos europeus, Baku 2015, onde Portugal esteve presente com 40 atletas representados em várias modalidades.

Desta nossa travessia pelo Desporto pouco acarinhado pelos portugueses (pois para a maioria de nós o futebol é o único depsorto existente à face da terra) conseguimos um excelente resultado com 10 medalhas em 8 modalidades.

Por este feito não podia deixar de parabenizar os nossos muitos atletas que trouxeram o ouro, a prata e o bronze para casa, e parabenizar todos os outros que diariamente lutam por modalidades desportivas que não são apoiadas por ninguém.

Medalhas de Ouro

Rui Bragança no Taekwondo, Telma Monteiro no Judo, Marcos Freitas com Tiago Apolónia e João Geraldes no Ténis de Mesa

Medalhas de Prata

João Costa no tiro, João Silva no Triatlo, Fernando Pimenta em Canoagem K1 nos 1000 e 5000 metros.

Medalhas de Bronze

Júlio Ferreira no Taekwondo, Beatriz MArtins e Ana Rente na ginástica - tranpolins sincronizados e a seleção de Portugal de Futebol de Praia.

Se tudo continuar assim, talvez para o ano os Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro sejam históricos para a nossa nação.

Parabéns e Força Portugal.

Jurassic World

Junho 27, 2015

 

23 anos depois voltei ao cinema com a minha família para ver o Jurassic World.

Há 23 anos atrás era uma criança sonhadora que ficou delirada com todos os dinossauros que surgiram na tela, que ficou fascinada com as criaturas que steven spielberg renasceu, fascinado com os rugidos do T-rex e assustado com o movimento assassino dos velociraptors.

Ontem 23 anos depois quando as portas do novo parque jurassico se abriram e começou a ouvir-se na sala de cinema aquela música melancolica voltei a ser uma pequena criança.

O filme não tem muitas novidades, o avanço tecnológico não trouxe nada de único, mas os dinossauros esses continuam a estar no imaginário de todos nós.

Vale pena ver para nos sentirmos novamente com 7 anos...

Um bom programa familiar.

 

E morreram felizes para Sempre - Teatro Imersivo

Junho 25, 2015

eu.jpg

 

Já tinha ouvido falar, mas estava bastante reticente a este espetáculo, pensava que ia assistir a mais uma palhaçada modernista de baixo orçamento a que muitos grupos já nos habituaram. Como não sabia o que iria encontrar estava bastante ansioso, mas no fim valeu a pena.

nos.jpg

 

Começamos por colocar uma máscara descartável hospitalar na cara e entramos num mundo novo, fechados dentro de uma cela psiquiátrica com mais de metade do público (que para meu espanto era muito) começamos todos com risos, gargalhadas, piadas – ninguém, ou quase ninguém sabe ao que vai, mas pensa que vai gozar.

O espetáculo vai começar, quando a porta abre e nos permite deambular pelo Edifício à nossa vontade começa o fumo a instalar-se, a música ensurdecedora e louca a entrar nas nossas mentes, os mais variados cheiros misturam-se com o cheiro a éter. Não demora mais de 5 minutos para mergulharmos verdadeiramente no espetáculo e a partir daí o público torna-se psicótico em busca do argumento, das personagens, da cenografia, da história e do seu desfecho.

Mas afinal o que é isto?

É difícil de caracterizar, não é uma peça de teatro normal onde o público se senta leva com toda a história e depois tira as suas conclusões, não é um recital pois nem uma palavra existe, não é um concerto pois não existe música ao vivo, não é um bailado apesar de existirem coreografias trabalhadas e de excelente execução. É o primeiro espetáculo imersivo feito em Portugal, depois do sucesso que este género de espetáculo tem feito por Londres e Nova Iorque.

ines e enfermeira.jpg

 

É complexo?

É, mas é uma delícia para todos os sentidos. Basicamente temos de ser nós próprios a gerir o que queremos ver, ou termos essa sorte. Os 10 personagens começam todos no mesmo espaço e depois vão deambulando pelas 27 salas deste edifício, cada uma delas recriando um ambiente cénico fabuloso, depois o público escolhe aleatoriamente seguir um dos personagens, ou não, a pessoa é livre, aqui estamos presos ao nosso livre arbítrio.

Seja como for, depois de 50 minutos de história, voltamos todos ao espaço inicial, sem sequer darmos por isso, e a história repete, agora convém seguir personagens diferentes.

Por mais que tentemos é impossível ver toda a história, no mínimo tínhamos de repetir 5 vezes este espetáculo para acompanhar permanente cada personagem durante os 50 minutos. Se há momentos em que esta perseguição é fácil, há momentos em que temos de mostrar a nossa destreza física e correr pelos corredores tal qual loucos psicóticos atrás do personagem que elegemos. No entanto, é sempre fácil perder esse personagem e a meio da trama começarmos a seguir outro.

Um espetáculo que não é aconselhado a pessoas sensíveis nem com capacidades de movimentação reduzidas, o calor, a exaustão chega a cair em pingas de suor pelas testas dos presentes., as cenas a que assistimos têm uma carga emotiva enorme, cenas de nudez, de erotismo, de violência e de loucura são uma constante.

Mas afinal qual é a história?

assitente.jpg

coelho.jpg

constança.jpg

ines.jpg

( Fotos: A assistente de DR. M, Enfermeiro Coelho, Constança, Inês)

A história é simples por detrás de toda a sua complexidade.

Dr. M (aqui encarnando o Nobel português da medicina) ganha um prémio internacional e dá uma festa, nesta festa estão presentes os outros personagens, Pedro o médico, O enfermeiro, O Alexandre, Constança a mulher de Pedro, a Assistente do Dr. M, a enfermeira, o vigilante e o violinista ou personagem misterioso. Durante essa festa aparece Inês, uma recém-chegada enfermeira espanhola. O amor é imediato entre Pedro e Inês. Depois como a história da nossa História – Pedro e Inês – vivem um romance impossível. Constança interrompe o momento entre ambos e discute com o marido. Dr. M acede ao pedido da mulher traída para afastar Inês para um quarto cela. Quando Pedro descobre, resgata-a e dá-se o contacto sexual. Dr. M percebe que foi contrariado e pede ao enfermeiro Coelho para lidar com a situação. O enfermeiro, que tem vindo a praticar em segredo a lobotomia transorbital, desenvolvida pelo DR. W americano, aproveita para lobotomizar Inês. Pedro luta com Dr. M e exige vingança. Coelho é capturado, humilhado e executado em público. Ao longo da noite, um estranho violinista percorre os corredores mas ninguém parece vê-lo. No final... Morreram felizes para sempre.

E como é o ambiente?

É fabuloso! 27 salas recriando os mais diversos espaços do mundo da psiquiatria: o salão de festas, o bar, a cantina, o quarto dos personagens, o duche, o vestiário, a cantina, o jardim, as celas, o bloco operatório, tantas e tantas salas extremamente bem pensadas e executadas.

É um verdadeiro espetáculo, cheio de loucura, emoção desde a cena do arrastamento de Inês até à cirurgia, a cena da apreensão de coelho e a sua humilhação, a luta homoerótica de Alexandre e Pedro, as cenas de humilhação e tristeza de Constança, a cena de abuso sexual de doentes de Alexandre e Dr. M na dança das camas, cenas tão forte e emotivas que vão ficar por muito guardadas no meu cérebro.

ines e enfermeira.jpg

 

De uma ficha técnica pouco conhecida, para mim pelo menos, mas que vão brilhantes quero enaltecer o trabalho de Ana Padrão na sua encenação e direção de atores.

Aconselho a correrem o risco de irem ver este espetáculo, o único inconveniente é o preço, mas provavelmente vou ter que repetir.

O espetáculo continua em cena no hospital Júlio de Matos – Pavilhão 30 até final de Julho.

 

titulo.jpg

 

E morreram felizes para sempre

Junho 24, 2015

 Esta noite vou assistir ao primeiro espetáculo imersivo em Portugal - E morreram felizes para sempre.

Um espetáculo diferente pelo que não falo a menor ideia do que vou encontrar.

Uma certeza são 100 minutos perdido num edifício do Hospital Julio de Matos, no meio de personagens loucos e de um público expectante.

Amanhã trago novidades...

Bitch, I'm Madonna

Junho 24, 2015

madonna.jpg

 

Já viram o clipe do novo single de Madonna, retirado do seu àlbum Rebel Heart?

Pois é um video super pop como é apanágio da rainha desta categoria musical, aqui o que surpreende é que para a acompanhar a cantora foi buscar Nicki Minaj para parceria neste feat.

O video está carregado de estrelas deste género musical, quase como se fossem as novas princesinhas da POP a invadir o Hotel por onde vagueia Madonna: Katy Perry, Beyoncé, Miley Cyrus, Rita Ora. ainda aparecem o comediante Chirs Rock e Kany West.

Mas a surpresa é revelada logo no primeiro minuto do clipe, com um gigantesco e aceso beijo entre Madonna e o Kevi Sampaio - modelo português.

Dizem as más línguas que o manequim nem precisou de fazer casting foi escolhido pela própria Madonna durante um jantar. E até aparece no instagram da mesma em grande convívio.

madonna + kevin.jpg

 

Mais um português a obter reconhecimento internacional e agora que a Madonna provou a nossa raça provavelmente ainda cá vem passar uma estadia...

 

São João - Que saudades das fogueiras

Junho 23, 2015

 

 

fogueira.jpg

 

Se o tempo voltasse atrás possivelmente estaria no meio do meu grupo de amigos a carregar lenha para as fogueiras desta noite.

Ali se juntaria a aldeia em volta do lume, saltando por cima das labaredas, com música popular que emanava de um rádio a cassetes improvisado.

Brincávamos às escondidas, intervalando os saltos na fogueira, queimávamos as alcachofras e escondiamo-las para saber se floriam ou não.

Mais tarde uns chouriços assados para comer com uma bela fatia de pão saloio e uns refrescos tang para acompanhar.

Agora, essas tradições acabaram, por isso está decidido para o ano quero ir ao Porto brincar ao São João.

Pág. 1/3

about me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D