Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Rotas do Mundo

Pedro around the World... My life, my dreams, my favourite things

Viva Trump! Viva United States!

Novembro 09, 2016

TRUMP.jpg

 

Apesar de não ser a pessoa mais indicada para o cargo de presidente do mundo, sim para mim esta eleição é mesmo isso, não posso deixar de o felicitar e de ter tido guerrilha para combater uma campanha mundial contra ele.

Neste momento, está provado que os americanos querem uma mudança na política nacional e mundial, expressaram-se e deram uma abada à Hillary. Mas o mundo está repleto de medo, reuniões de emergência na China, as bolsas em queda, etc...

Mas Trump não é nenhum bicho papão. OK, tem políticas nacionalistas e protecionistas mas isso não quer dizer racistas.

As grandes promessas de Trump passavam pelo controlo da imigração mais apertado, pela deportação de imigrantes clandestinos, acabar com lobbies da casa brancas e dos políticos, baixar impostos, medidas protecionistas no comércio externo, retirar o exercito americano das bases de proteção dos aliados, acabar com o Daesh, acabar com a política verde, acabar com o obamacare.

Ora não vejo nenhum drama nestas promessas eleitorais, Trump sabe o valor do seu país e quer estimular a própria economia nacional em deterioramento das importações da Europa e principalmente da Ásia, quer acabar com imigrantes ilegais que fazem com que os ordenados de certas profissões afastem os nativos desses postos de trabalho.

Quer um controlo na fronteira (OK o muro parece demasiado) mas a Europa toda não faz o mesmo ao pagar à Turquia para manter longe os refugiados, quer acabar com as políticas verdes de emissão de gases (pelo menos diz o que pensa em vez de dissimular e alterar motores como a Alemanha e a Volkswagen).

Quer que o mundo pague pela proteção militar dos EUA, mas será assim tão absurdo? Não me parece. Quer acabar com a força do terrorismo com bombas. Parece mal? Talvez, mas as palavras e o diálogo acho que não resulta.

Enfim, daqui a uns tempos veremos se esta escolha é assim tão prejudicial para os americanos. Quanto ao mundo se isto for prejudicial só demonstra a dependência deste país, e nesse caso as más políticas que existem há diversos anos e que fizeram com que tivéssemos chegado ao estado em que estamos.

Até lá, calma na maionese, não podemos também esquecer que este homem é um Showman portanto nem tudo o que parece é!

Seja como for... God Bless America...

logo com assinatura cor.jpg

 

Parque Nacional Plitivice - Croácia - em Balkan Adventure

Novembro 09, 2016

Slide1.JPG

E no 3º dia do nosso roteiro, depois de termos percorrido a Eslovénia entrámos ao final do dia em solo croata, toca de passar a fronteira e dirigirmo-nos a Grabovac, vila essencialmente dedicada ao turismo quer pela proximidade dos Lagos de Plitivice quer pelas muitas estâncias de Ski que se enchem de neve e gentes durante o Inverno.

A viagem ainda foi longa e a noite começara a surgir no horizonte, mas são todas as experiências que nos fazem enriquecer esta viagem, e neste dia tivemos uma fabulosa. Em toda esta aventura além de nós 4 guerreiros lusos, existia a nossa GPS”a”, amiga que num português e croata arranhado nos indicava as melhores estradas a seguir... “e viria direita”... “e viria esquerda”... e “faça a curva bruscamente à direita”...

Foi esta curva brusca à direita que nos colocou no meio das serras e florestas croatas ao longo de uns 28km que demoraram quase hora e meia a fazer... ora se o pessoal se queixa das curvas da nossa serra de Sintra, estas eram gritantes... No caminho apenas sinais de aviso de velocidade máxima, sinais de perigo de animais selvagens e não é que por umas quantas vezes eles apareceram... “Olha um veado!” “olha uma gazela!”... e os bichos a saltar à frente do carro... Perdidos no meio da serra com possibilidade de surgirem ursos à noite. Bonito! Mas tudo correu lindamente e já de noite escura chegámos ao nosso hotel em Grabovac, um hotel simples bem pertinho de Plitivice.

Se quiseres visitar Plitivice logo pela manhã, evitar as filas de turistas na bilheteira, e desfrutar da beleza dos lagos sem muita gente, aconselho mesmo a visitar logo pela manhã, e para isso ter ficado na noite anterior nesta região ajudou muito.

Começa o 4º dia, de manhã bem cedo, com a chegada ao Parque Nacional dos Lagos de Plitivice. Uma breve informação o parque é enorme portanto prepare-se para andar bastante e aprecie as belezas naturais que lhe reservam. Aconselho a informar-se bem qual o percurso que pretende fazer (existem cerca de 6 opções consoante o numero de quilómetros e a dificuldade que queira encontrar, nós optámos pela intermédia que era composta por passeio a pé, barco e comboio), qual a porta do parque que mais jeito lhe dá para o circuito planeado.

Slide4.JPG

 Mas afinal o que é Plitivice?

Bem é apenas um parque nacional croata que se estende por cerca de 20 mil hectares de bosques e lagos, no coração da croácia. São muitas as cascatas, lagos, abundante vegetação, abundância de aves e de ursos.

Estes lagos dividem-se em dois grupos, os superiores (composto por 12 lagos) e os inferiores (composto por 4 lagos). Os passeios são feitos por passadiços de madeira que cruzam os vários lagos, caminhos de terra nas margens, de barco e até um comboio.

Considerado património natural da humanidade este Parque é realmente de uma beleza indescritível em qualquer altura do ano.

Mas melhor do que falar será melhor ver, e aqui a única maneira é através de fotografia.

plitive2.jpg

Slide2.JPG

Slide3.JPG

 Depois da visita e de nos degustarmos num restaurante da região (um almoço bem tardio), continuámos o nosso itinerário, agora rumo à costa da croácia, mais propriamente a Zadar. A viagem ainda seria longa pelos imensos túneis que cortam as montanhas, mas foi bela.

Sugestão de Hotel para quem quiser pernoitar por plitivice:

Plitiice Palace – 4 estrelas – 52€ noite

Etno Garden Exclusive rooms – 4 Estrelas – 76.50€ noite

House Jezerka – 3 estrelas – 35.64€ noite

(simulações feitas através de www.booking.pt para um quarto duplo)

O preço de entrada no parque inclui além da entrada, os passeios de barco elétrico e comboio, e o valor reverte para o fundo de conservação da natureza de plitivice. Os preços variam consoante as estações do ano entre 55 e 180 kunas croatas, que são cerca de 7.50€ e 24€.

Para saberes tudo acompanha em balkanadventure

logo com assinatura cor.jpg

 

Postojna e Predjama: visitas pela Eslovénia

Novembro 04, 2016

A Aventura pela Eslovénia continua rumo ao sul e antes de entrarmos em território croata. As nossas paragens foram a dois dos mais visitados locais deste país: Postojna e Predjama.

Slide2.JPG

 Postojna é uma aldeia no centro da Eslovénia que detém um conjunto de grutas e cavernas das mais antigas da Europa, estando abertas ao público há cerca de 200 anos. Este local cavernoso é o sistema de grutas e cavernas mais comprido deste país com cerca de 24 quilómetros. Iniciamos a viagem num comboio percorrendo grande parte dos tunéis mas depois para apreciar a grandeza e riqueza deste espaço natural toca a percorrer uns bons quilómetros a pé debaixo de chão.

As cavernas têm algumas riquezas que marcam qualquer visitante, estalagmites gigantescas e estalactites de arrepiar, além de galerias de tamanho absurdo onde é possível caber cerca de 10.000 pessoas e onde se realizam muitos concertos devido à sua extraordinária acústica.

Slide3.JPG

 Os bilhetes para entrada têm o custo de cerca 23.90€ que incluiu além da descida às grutas a visita ao museu de Postojna e do Zoo “escuro”, uma exposição de animais que habitam as grutas de postojna e onde podemos ver de perto o estranho Proteus, uma espécie de salamandra sem pigmentação da pele e cega.

Depois seguimos até ao Castelo de predjama (predjamski grad), que fica a cerca de 10km de Postojna, um castelo retirado de um qualquer filme do “senhor dos anéis” ou de um conto de fadas. Este reduto é dos mais pitorescos da história da humanidade, que existe há cerca de 700 anos.

Slide1.JPG

 O castelo está situado “cravado” numa falésia de 123 metros de altura, sobre um vale de uma paisagem estonteante. Em tempos de cavaleiros o castelo oferecia uma defesa extraordinária, sendo praticamente impenetrável e destrutível.

Associado a este castelo existe a lenda do Tunel do Rei Erazem, que comunicaria o interior do castelo num túnel secreto com o topo superior da falésia.

Depois destas visitas, um almoço com vista para o castelo será uma boa opção e depois é caminhar para o próximo destino. Neste mesmo dia entrámos na Croácia e a viagem ainda é longa.

Segue mais da nossa aventura no tag: #balkanadventure

about me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D