Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Rotas do Mundo

Pedro around the World... My life, my dreams, my favourite things

The Ring of Kerry

Agosto 29, 2017

Slide1.JPG

Este será um dos cenários a visitar, o anel de Kerry, é uma rota turística circular no Condado de Kerry que conta com cerca de 179 kms de extensão.

 

No sentido dos ponteiros do relógio lá visitaremos Killarney, Killorglin, Cahersiveen entre outras vilas.

 

Serão milhares de ambientes cénicos, desde praias e falésias, montanhas e vales, vilas rurais e pesqueiras e acima de tudo beleza.

 

Pelo caminho muitos serão os pontos visitáveis de Abadias a mosteiros, castelos a palácios, igrejas a fortalezas. Tudo isto no fabuloso Parque nacional

 

Slide2.JPG

Será um dia por volta do Anel.

 

Acompanha tudo em #irelandtrip   #ilhaesmeralda

To visit Hillsborough Castle

Agosto 25, 2017

Presentation1.jpg

 

Esta vila histórica, situada a apenas 19km de Belfast foi escolhida para uma pequena paragem. Uma Photo Stop, e se o tempo o permitir para um pouco mais.

 

Hiillsborough é uma aldeia do condado de County Down na Irlanda no Norte, que detém toda uma arquitetura Georgiana e que hospeda um palácio imponente.

Outrora residência de nobres da região, hoje o palácio e os seus reais e opulentos jardins albergam a residência oficial do primeiro ministro da Irlanda do Norte e é morada oficial da família real aquando as suas visitas a esta região.

 

creditos de fotografia www.trekearth.com by brianmcc  #greatphoto

 

Acompanha tudo em #ilhaesmeralda   #irelandtrip

To Visit Gawley’s Gate

Agosto 24, 2017

Slide2.JPG

 

Uma pequena vila con condado de Antrim na República da Irlanda, esta será a ultima paragem antes de chegar a Belfast.

 

Está situada na margem sudoeste do Lough Neagh – o maior lago de água doce de todas as ilhas britânicas com uma área de 392 km2.

 

Um ponto obrigatório para muitas famílias irlandesas passarem os seus fins de semana de recreio e lazer.

Uma paisagem rural e com paisagens de floresta arrepiantes, com uma fauna e flora riquíssima muito visitada também pelos amantes de aves – “birdwatching”.

 

O nome da vila deriva do nome da família que controlava as portagens no século XVII.

Slide1.JPG

 

 

Acompanha toda a viagem em #ilhaesmeralda e #irelandtrip

Visit to Armagh

Agosto 21, 2017

 

Slide1.JPG

 

Armagh vai ser a primeira cidade da Irlanda do Norte a ser visitada pelas Rotas do mundo.

 

Esta cidade é a capital do condado com o mesmo nome, é a menos populosa do seu país e a segunda de toda a ilha apenas com 14590 pessoas.

 

Tem como principais atrações a Biblioteca Publica, a Igreja de São Patricio da Irlanda, a Igreja católica de São Patricio e o Museu do Armagh coutry.

Slide2.JPG

 

Acompanha tudo em #irelandtrip   #ilhaeesmeralda

To visit: Dundalk

Agosto 20, 2017

Slide1.JPG

Mais um futuro ponto de passagem das Rotas do Mundo, esta pequena cidade irlandesa do condado de Louth situa-se no nordeste do país bem junto à Irlanda do norte.

 

A cidade ergue-se à volta do rio Castletown e da baía de Dundalk, ficando a meio caminho entre Dublin e Belfast.

Associada a esta cidade está a lenda do herói mitológico Cú Chulainn, e daí deriva o seu nome “forte de espinhos”.

Uma cidade com elevado património arquitetónico, cultural e religioso visitável de onde destacamos: A igreja de são Patrício, A igreja de São Nicolau, Santuário de Santa Brígida, CastleRock, Magiic Hill e Castelo de Dunmahon, entre muitos outros

Slide2.JPG

Acompanha toda a aventura  #Irelandtrip  #Ilhaesmeralda

As bandeiras e os seus Condados: curiosidades da Irlanda

Agosto 19, 2017

Slide1.JPG

 

A Irlanda desde o século XIX que se encontra dividida por províncias e por sua vez por condados de forma a administrar o país. Esta divisão apesar de as fronteiras terem vindo a ser alteradas devido ao crescimento das cidades mantém-se desde a imposição do governo britânico.

 

Deste modo em toda a ilha esmeralda existem 4 Províncias: Connacht a oeste, Munster a Sul, Leinster a leste e Ultster a Norte. Importa referir que Ulster é a única província que se divide entre os dois países, detendo 3 condados na República da Irlanda e 6 na Irlanda do norte (Reino Unido).

 

O total dos condados são 32 em toda a ilha, 6 na Irlanda do Norte e 26 na Irlanda independente. Importa ainda referir que na República da Irlanda existe um dos condados históricos Tipperary que se encontra atualmente dividido em Norte e sul, e também que 5 cidades da República da Irlanda se governam autonomamente face ao seu próprio condado, sendo elas Dublin, Cork, Galway, Limerick e Waterford.

 

Nesta ilha, existindo dois países obviamente que existem 2 bandeiras diferentes, mas no caso especial da Irlanda é mais do que isso.

Slide2.JPG

A bandeira da República da Irlanda é a conhecida bandeira tricolor vertical de verde, branco e laranja (o seu significado é simples: verde da tradição celta/ gaélica da Irlanda, laranja representa os seguidores de William III de Orange (rei de Inglaterra, Irlanda e Países Baixos) e o branco representa a aspiração pela paz. Mas estes país elegeu a harpa, símbolo celta, como seu brasão presidencial (sob fundo azul representando o presidente e sob o fundo verde sendo a bandeira naval).

 

Slide3.JPG

A bandeira da Irlanda do Norte, sendo parte integrante do Reino Unido é a bandeira do próprio Reino, no entanto este pedaço da Irlanda detém ainda a bandeira do condado de Ulter como a sua bandeira representativa em atos oficiais e desportivos. Esta bandeira tem como base a própria bandeira de Inglaterra em que é colocada a coroa (coroa inglesa) e a mão vermelha símbolo do brasão de Ulster.

 

Depois temos ainda as bandeiras de cada província:

 

Slide4.JPG

 

Munster

Bandeira de fundo azul adornada com 3 coroas douradas, supostamente representa as 3 casas senhoriais medievais que governavam a região: os Thomond, os Ormond e os Desmond.

 

Leinster

Bandeira de fundo verde adornada com uma harpa dourada com cordas prateadas, remete ao ano de 1642 quando Owen Roe O’neil hasteou uma bandeira verde com uma harpa no seu navio ao invadir Kilkenny regressando do seu exílio e Espanha.

 

Connacht

A bandeira é o brasão de armas do mesmo condado, dividido ao meio, entre um fundo branco adornado com uma águia negra e fundo azul adornado com o braço de cavaleiro. O seu significado ainda está um pouco para esclarecer mas considera-se que o braço com a espada representa a família dos O’Connors de Galway e a águia símbolo dos mosteiros da mesma região.

 

Ulster

A bandeira dourada com z cruz vermelha deriva diretamente do brasão de armas da casa senhorial dos Burkes, uma família normanda nobre. Posteriormente se terá colocado a mão vermelha que é o símbolo da dinastia O’Neil a família mais poderosa da região.

 

São curiosidades que nos fazem perceber o que é a Irlanda.

Acompanha tudo com #irelandtrip #ilhaesmeralda

To Visit: Drogheda

Agosto 18, 2017

Slide1.JPG

 

É um dos primeiros locais a visitarmos da República da Irlanda. É uma pequena cidade do condado de Louyh, na costa leste da ilha esmeralda que se localiza a cerca de 56km de Dublin.

Em Drogheda destaca-se o Conjunto Arqueológico do Newgrange, a Porta de Saint Laurence a Igreja de São Pedro e a Torre Magdalena.

Slide2.JPG

 

Um local de passagem mas que vai para tomar contacto com o vestígio arqueológico mais antigo de toda a Irlanda – Newgrange.

 

Acompanha tudo com #irelandtrip  e  #ilhaesmeralda

Irish Beer and Stout

Agosto 17, 2017

 

 

 

 

Slide1.JPG

 

 

 

 

 

 

 

Todos as bebemos mas muita das vezes nem sabemos ao certo o que são. Na Irlanda é uma das bebidas de eleição e ganham muito relevo na economia nacional.

 

 

 

O que é cerveja?   

 

Antes de começar a falar sobre cerveja, seria interessante defini-la para que não haja dúvidas sobre o que ela é: Cerveja é uma bebida alcoólica carbonatada, produzida através da fermentação de materiais com amido, principalmente cereais maltados como a cevada e o trigo. A sua preparação inclui água como parte importante do processo e algumas receitas levam ainda lúpulo e fermento, além de outros temperos, como frutas, ervas e outras plantas.

 

Dentro desta definição de cerveja encontram-se diversas variedades, de acordo com fatores como método de produção, ingredientes usados, cor, sabor, aroma, receita, história, origem e assim por diante.

 

 

 

 

 

LAGERS

 

As Lagers são as cervejas mais consumidas no mundo, originarias da Europa Central no século 14, são cervejas de baixa fermentação ou fermentação a frio (de 6 a 12ºC), com graduação alcoólica geralmente entre 4 e 5%. As lagers dividem-se em diversos sub-tipos:

 

 

 

Pale Lagers: Lagers claras, as mais comuns.

 

 

Dark Lagers: Lagers escuras também são bastante comuns.

 

 

 

Vienna: de cor castanha avermelhada, tem corpo médio e um sabor suave e adocicado de malte levemente queimado

 

 

 

Bock: A palavra Bock é resultado da quebra da palavra EinBeck, cidade natal deste tipo de cerveja. Por tradição são avermelhadas. Possuem um complexo sabor maltado devido às misturas de maltes de Viena e Munique.

 

 

 

Marzen: Produzidas na Bavaria durante o mes de março (März em alemão) especialmente para a Oktoberfest, as Märzen podem ser claras ou escuras e ficam entre 4,8 a 5,6% de álcool.

 

 

 

Malt Liquour: é um termo surgido nos Estados Unidos para classificar as lagers fortes que têm alto teor de álcool devido à adição de açúcar, enzimas ou outro ingrediente em complemento ao malte.

 

 

 

 

Slide2.JPG

ALES

 

O que a difere das Lagers é o tipo de fermentação, que é feita em temperaturas mais altas, geralmente entre 15 e 24ºC. É um processo antigo de fabricação, o que fez com que as cervejas do tipo Ale fossem as únicas disponíveis até meados do século XIX, quando foi inventada a baixa fermentação (Lager). Dada essa “antiguidade”, aliada principalmente à fermentação a quente, os sabores complexos, maltados e lupulados das cervejas Ale são incomparavelmente mais percetíveis, sendo cervejas mais encorpadas e vigorosas. Pale Ales: São as Ales claras, com graduação alcoólica até 6%. Foram criadas para competirem com as cervejas Pilsen durante a Segunda Guerra Mundial, portanto compartilham a característica de serem mais suaves.

 

 

 

Amber Ale: Diferenciando-se em coloração principalmente, mas também acompanhando em corpo e potência. Uma variante sua é a Red Ale, muito comum na Irlanda talvez por isso muitos consideram este tipo a Irish Red Ale.

 

 

 

Altbier: ou simplesmente Alt, proveniente da região de Düsseldorf na Alemanha, seguem o estilo antigo de produção de Ales, antes mesmo do surgimento das Lagers. É muitas vezes considerada uma ligação enter as cervejas Ales e as Lagers, por ser feita com fermento de Ale porém fermentada em temperatura de Lagers.

 

 

 

Strong Ales: Denominação genérica que inclui uma variada gama de cervejas que podem ser claras ou escuras. Possuem alto teor alcoólico, que vai de 6 e pode chegar a 12%. Podem ser saborosas e balanceadas, “inserindo” harmoniosamente o álcool no conjunto, ou podem ser simplesmente fortes e desbalanceadas, evidenciando a gradação alcoólica.

 

 

 

Belgian Strong Ales: Produzidas principalmente na Bélgica, estas possuem algumas caracerísticas diferenciadas que as fazem cair em um agrupamento diferenciado.

 

 

 

Kölsch: Do berço alemão de cervejas e de coloração dourada, é normalmente mais doce e com menos lúpulo que as suas irmãs. Em muitas receitas leva vários grãos, inclusive trigo.

 

 

 

WeissBier: é uma cerveja feita a base de trigo e característica do sul da Alemanha, região da Baviera. São cervejas claras e opacas, onde sobressai o trigo com o qual foram produzidas, bem como sabores frutados (banana e maça), cravo e florais. Bastante refrescantes e de graduação alcoólica moderada (entre 5 e 6%), são opacas e normalmente não filtradas. Produzem, em geral, um creme denso e persistente.

 

 

 

 

Slide3.JPG

STOUT

 

Cervejas negras opacas, dotadas de forte sabor de chocolate, café e malte torrado, pouca carbonatação. Sua origem remonta à época em que parte da produção das cervejarias inglesas era destinada à Rússia e aos países bálticos. Para suportar a viagem, essas cervejas possuíam – assim como possuem hoje – alto teor alcoólico, variando de 8 a 12%. Sua representante mais famosa é a Guinness.

 

 

 

PORTER

 

Normalmente confundida com as Stouts, mas tem razão para o ser: o nome Stout surgiu de uma diminuição do nome "Stout Porter", usado para classificar as Porters mais fortes. Portanto, a Porter é uma cerveja mais suave que sua parente Stout, normalmente com 1 a 2% a menos de álcool. Para se ter uma ideia de como uma coisa levou à outra, a cervejaria Guinness produzia Porters até 1974.

 

 

 

 

Elegemos as melhores 10 cervejas irlandesas que não pode deixar de experimentar, há para todos os gostos:

 

 

 

Guiness Blonde American Lager – tipo Lager

 

 

 

Guiness Draught – tipo Stout

 

 

 

Harp Lager – tipo Lager

 

 

 

Kilkenny Irish Cream Ale – tipo Ale

 

 

 

Murphy’s Irish Red – tipo Red Ale

 

 

 

Murphy’s Irish Stout – tipo Stout

 

 

 

O’Hara’s Celtic Stout – tipo stout

 

 

 

O’Hara’s Curim Gold Irish Wheat – tipo Red Ale

 

 

 

Smithwick’s Irish Ale – tipo Red Ale

 

 

 

The Porterhouse Brewing Co. Oyster Staut – tipo Porter

 

 

 

Como não podia deixar de ser e de forma a conhecer melhor todo o processo da fabricação da Cerveja, nada melhor do que visitar a fábrica de uma delas. E neste caso a opção caiu sobre a fábrica da Guiness em Dublin, com direito a vista e prova das muitas das suas cervejas.

 

 

 

Experimenta e acompanha toda a aventura através dos tags #ilhaesmeralda e #irelandtrip

 

 

 

 

Sabores da Irlanda

Agosto 16, 2017

Slide1.JPG

De borrego e cordeiro na Primavera, a peixe e marisco no Verão, guisados e sopas no Outono e Inverno, e claro, a batatas em qualquer altura do ano, os sabores da Irlanda são simples, caseiros e cozinhados consoante as estações doa no e os alimentos que as mesmas proporcionam.

Podemos dizer assim que a comida típica irlandesa voa consoante as estações doa no, os produtos frescos e sazonais predominam a mesma, o que torna tudo fresco e saboroso.

Mas existem pratos que são obrigatórios de provar pois traduzem tudo o que a Irlanda e os Irlandeses são.

 

Guisado Irlandês

Um prato simples que conjuga a carne de cordeiro ou borrego com os mais frescos vegetais (cebolas, cenouras, por vezes couve) e batatas num guisado que dura horas a cozinhar. Comida familiar e de conforto para aquecer todos os dias frescos.

Slide2.JPG

Colcannon

Poderemos traduzir como puré de batata. A batata desde o século 16 que é um dos principais alimento dos irlandeses e o puré deste alimento misturado com couves, manteiga e natas são um dos pratos mais famosos por todo o país. Depois surge a variante Champ que é feita com “spring onions”.

 

Marisco

Visitar a Irlanda fora do Verão é sinónimo de degustar com os melhores marisco de toda a costa e dos rios irlandeses. Mexilhões, ameijoas, Ostras e lagostins.

Em Setembro Galway acolhe o Festival da Ostra e como não podia deixar de ser estaremos presentes para degustar esta iguaria.

 

Slide4.JPG

Soda Bread

Nada mais simples do que um pão onde na receita leva bicarbonato de soda e “buttermilk”. As receitas são inúmeras desde pão doce com açúcar, mel ou frutos secos até aos salgados com cereais e sementes. Para acompanhar com tudo.

 

Boxty

Traduzindo do irlandês “arán bocht tí” este prato significa pão de casa pobre, que não é nada mais nada menos do que batata. Ou seja Boxty é principalmente feito de batata ou puré de batata sob diversas formas, basicamente servia para aproveitar os desperdícios do dia anterior ou para cozinhar quando a produção de batata era demasiada e poucos outros alimentos haviam disponíveis.

Existem 2 tipos diferentes de Boxty: Boxty Dumplings - em forma de “dumplings” que é puré de batata misturado com farinha e sal e depois frito em manteiga, em forma de panquecas que podemos ver em boxty on the pan – fritas na frigideira ou boxty in the oven – cozinhadas no forno.

Acompanham com bacon, ovos ou salmão fumado e creme fraiche.

 

Bacon com Couves

Um prato de tacho onde mistura bacon, couves e batatas que cozinham durante horas. O porco é marinado durante um dia e depois posto a cozinhar em conjunto com as batatas, no final adiciona-se as couves. Um molho fresco de salsa é o acompanhamento perfeito.

 

Salmão

Nos meses de Abril e junho o salmão selvagem torna-se numa das principais iguarias na Irlanda, no entanto já não existem em quantidades extremas. O salmão continua no entanto a ganhar força com o salmão fumado de diversas zonas do país em especial de Connemara.

 

Slide5.JPG

Black and White Pudding

Não é um pudim mas sim enchidos. A diferença entre o Negro e o branco é o sangue que é misturado nos enchidos. Black pudding o mais popular que é utilizado nos guisados, diversos pratos e ao pequeno-almoço típico irlandês é um chouriço de sangue.

 

Coddle

Não deixa de ser um assado no forno com chouriços, bacon, batatas e cebolas. Um prato simples criado com aquilo que a terra dá. É um prato da classe trabalhadora mas que com um twist facilmente se torna numa iguaria de bradar aos céus.

 

Slide3.JPG

Barmbrack

Um pão doce que é feito com passas e sultanas e aromatizado com folhas de chá. É servido co manteiga fumada e uma chávena de chá. Este pão doce é o bolo do Halloween, que consoante o corte da sua fatia poderá adivinhar o futuro.

 

A gastronomia irlandesa é ainda mais do que isto mas sem dúvida que a simplicidade dos alimentos e a forma de cozinhar nos fazem sentir em casa.

 

Hoje em dia, muitos restaurantes de renome deram um pequeno twist às receitas sem perder o caracter irlandês, mas dando-lhes novas técnicas. Elegemos assim os melhores restaurantes para provar comida irlandesa:

 

The woolen Mills Eating House – Dublin

Kai Café – Galway

Farmgate Café – Cork

An Port Mór Coutry Mayo – Westport

1826 Adare – Limerick

Gregan’s Castle – Burren, Coutry Clare

Mourne Seafood Bar – Belfast

Newforge Dining Room – Armagh

The Brewer’s House – Dungannon, Coutry Tyrone

The Fumbally – Dublin

 

Se achas que estes pratos são uma delicia porque não aproveitas voas até à Irlanda e comprovas.

 

Segue toda aventura através dos Tags: #ilhaesmeralda e  #irelandtrip

about me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D