Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Rotas do Mundo

Pedro around the World... My life, my dreams, my favourite things

Guia Viagem Miami: Coconut Grove

Março 03, 2018

VIZCAYA.jpg

 creditos fotografia wlrn.org

 

Muito antes de os arranha-céus espalharem o horizonte e constituíam o núcleo urbano movimentado de Miami, a aldeia de Coconut Grove era uma pequena comunidade à beira-mar, aninhada ao sul do atual centro da cidade.

 

Primeiro estabelecido por pioneiros das Bahamas, o bairro começou o seu passado há mais de cem anos. No final da década de 1870, os bahameses atravessaram as águas Flórida e começaram a trabalhar no Pousada Peacock .

 

Esta comunidade próspera fez muitas contribuições valiosas para o bairro, incluindo a capacidade de construir casas simples e resistentes que poudessem suportar tempestades e a estação chuvosa, muitas dessas casas ​​ainda estão em pé.

 

O mais antigo bairro de Miami que mantém os traços das Bahamas aliado à modernidade americana. Situado a sul da zona universitária de Coral Gables o bairro enche-se de juventude para usufruir dos muitos locais de cultura, lazer e entretenimento.

 

Pontos de Interesse

AC Fine Art: Um dos museus preferidos com pinturas de Sali, Picasso, Wharhol e Lichtenstein.

 

Barnacle Historic State Park

 

Coconut Grove Playhouse: O centro de Grove, um dos teatros mais antigos da região, onde poderá apreciar grandes interpretações de musicais e peças da Broadway pela companhia local.

 

Vizcaya Museum & Gardens: A norte de Cocconut Grove um local obrigatório de visitar como esta vila italiana que faz lembrar um ovo de fabergé. Adornado com jardins majestosos florentinos.

 

Nomeado em homenagem a um dos litorais mais cativantes na costa espanhola, o Museu Vizcaya e  captura a extravagância europeia de cair o queixo em um contexto americano encantador. O emblema da propriedade – “The Caravel” (A Caravela) – celebra um navio usado durante a “Era da Exploração”. Ao iniciar a sua exploração desse ícone histórico de Miami, vai ver uma imagem do mítico viajante "Bel Vizcaya" na entrada, marcando o início de uma viagem memorável à frente.

 

Dentro da casa principal

Demorou anos para aperfeiçoar os mais de 70 quartos da mansão, 34 dos quais transbordam de tesouros do século 15. De notar os elegantes pisos de mármore, refletindo um arco-íris de luz, irradiando pelas portas de vidro manchadas. Entre na sala de pequeno-almoço e maravilhe-se com o motivo, projetado para representar a troca de ideias durante a "Era da Exploração", combinando cerâmica chinesa com paisagens marinhas napolitanas. Por fim, n o salão Cathay, você sentirá o gosto das acomodações luxuosas apreciadas por magnatas famosos do cinema. Mas qualquer viagem a Vizcaya seria incompleta sem um passeio por seus jardins do Éden.

 

Os jardins

A melhor das fotografias não pode transmitir a serenidade dos 4 hectares dos jardins de Vizcaya. De muitas maneiras, os jardins formais relembram o layout de Versailles da França. Os arbustos bem aparados organizam as passarelas em padrões geométricos hipnotizantes. Colunas grossas, labirintos exuberantes e estátuas clássicas também emprestam sua estética europeia, mas Vizcaya engloba exclusivamente seus arredores tropicais também. Aqui, palmeiras, orquídeas raras e calcário cubano infundem o clima mediterrâneo palaciano com o faro característico de Miami.

 

Com opções de passeios personalizados e bilhetes a preços acessíveis, há muitas maneiras de fazer parte do legado de Vizcaya. A propriedade fica aberta todos os dias das 09:30 às 16:30, exceto terças-feiras, Natal e Ação de Graças. Para obter mais informações, visite vizcayamuseum.org.

 

O bairro de Coconut Grove é mais um bairro a visitar nesta imensa Miami.

Once the musical

Março 02, 2018

 

Coincidência ou não, hoje ao chegar a casa apanho num zapping o filme once.

 

Tive de ficar a ver e relembrar desta maravilhosa e romantica histórica que conheci pela primeira vez num palco da Broadway.

 

Para todos os que pensam que musicais são feitos apenas de brilho, roupas e danças Once é a prova que essa não é a realidade.

 

Amei na quando vi e voltei a amar, não fosse este um musical lindo e romântico.

 

 

Guia Viagem Miami: Little Haiti

Março 02, 2018

little haiti.jpg

 

Se nunca estiveste em Port-au-Prince, capial do Haiti, então tens uma fantástica hipótese de conhecer esta cultura aqui por Miami, basta subir um pouco mais a norte de Wynwood e encontrarás o bairro Little Haiti onde concentra a grande comunidade de emigrantes deste pais caribenho.

 

Rapazes jovens desnudos ou em camisolas de alça ouvem rap francófono nos seus rádios dos anos 80, lindas mulheres ajeitam seus cabelos e pintam de vermelho os seus lábios grossos em frente das botanicas, que por sua vez não vendem plantas mas sim são lojas de vodou.

 

Estas Botanicas são se dúvida uma das maiores atrações, deveriam ver o corropio quer de locais quer de turistas que se entusiasmam ao ler nas montras que resolvem problemas conjugais, matérias de amor, trabalho, saúde e até processos de imigração (não percebo como, mas enfim).

 

Poderás achar piada, mas tenta manter a serenidade e não demonstres desrespeito. Cada um acredita no que quer e vive a vida como quer.

 

A zona é uma das mais pobres de Miami e por isso a segurança sente-se por cada passo que dás. Não aconselhável ao escurecer excepto se acompanhado por locais.

 

No entanto, é super aconselhável que passes uma tarde por aqui. Novas realidades fazem bem ao crecsimento humano e aventuras são sempre boas para contar.

 

Além do mais e caso consigas ganhar coragem existem noites temáticas (algumas vezes por mês) na Big Night in Little Haiti, com musicas caribenhas e rap, festas estas que duram até o sol raiar.

 

Sabe mais sobre Miami

Guia Viagem Miami: Wynwood & Design district

Março 01, 2018

Wynwood.jpg

 

Na requalificada zona de Miami, agora considerada de “Midtown” nasceram Wynwood e o Distrito do Design.

 

Ambas as zonas eram extremamente perigosas com guetos e elevada taxa de criminalidade, a única forma de requalificar a zona foi atrair outro género de habitantes que se misturaram com a população local, e dinamizar a área com arte e design.

 

O fluxo de pessoas aumentou, tornou-se num bairro “in” e então cada vez mais se foram renovando apartamentos e armazéns em grandes lojas de conceituados criadores, galerias de arte e lofts para gente endinheirada.

 

Apesar do aumento de dinheiro na zona, não deixou de existirem comunidades menos abonadas e anteriormente vitimas de discriminação racial ou de género, hoje em dia, coabitam sem problemas.

 

Aqui entre cadeiras de design italiano, mobiliário da era romanov ou candelabros nascem lojas de criadores de moda.

 

Pontos de Interesse

 

Wynwood Walls: Uma explosão de graffiti e cor que pintam todas as antigas casas deste bairro. Um local a não perder.

 

Artopia: Um estúdio emblemático com muita história e que foi renovado por Purvis Young.

 

Bacardi Building: Um edifício que com as suas características parece um mosaico tropical. É uma torre que pertence à família Bacardi.

 

Brisky Gallery: Uma galeria de arte internacional principalmente com obras alemãs e belgas.

 

Living Room: Na rua, sim é uma galeria publica que serve de base ao Design District. Um interior devolvido ao exterior será este o lema.

 

Miami City Cemetery: O cemitério da cidade que acolhe os restos mortais das grandes personalidades desta cidade. Um cemitério onde existem 3 zonas distintas para brancos, pretos e judeus, além do tumulo da Mãe da Florida e de Miami: Julia Tuttle.

 

Pan american Art Projects: Um local onde poderá apreciar arte chinesa, europeia, latina, caribenha e americana.

 

Rubell Family Art collection: Museu da família Rubell com uma coleção de arte contemporânea colecionada por mais de 30 anos.

 

Conhece Miami

Casa Ermelinda Freitas: uma casa de vinhos premiada

Fevereiro 28, 2018

ermelinda.jpg

 

Apesar de ser um bom apreciador de vinho não sou a pessoa mais entendida na matéria, no entanto ao ler uma pequena noticia sobre os vinhos D. Ermelinda decidi conhecer um pouco melhor esta empresa.

 

A Casa Ermelinda Freitas é uma empresa familiar que vem passando de gerações em gerações. iniciada em 1920 por Deonilde Freitas, continuada por Germana Freitas e mais tarde por Ermelinda Freitas, sempre dedicou especial atenção ao vinho. Pelo desaparecimento precoce do seu marido, Manuel João de Freitas, Ermelinda deu continuidade à empresa com colaboração da sua filha única, Leonor, que embora com formação fora da área vitivinícola, tomou a liderança da empresa reforçando assim a presença feminina na sua gestão.

 

Desde a primeira geração que esta casa aposta na qualidade das vinhas e dos vinhos, que inicialmente eram produzidos e vendidos a granel sem marca própria. Foi com a atual gestão que se deu a grande mudança de se criar marcas próprias. Assim, em 1997, iniciou-se um novo ciclo com o “Terras do Pó” tinto, primeiro vinho produzido e engarrafado da Casa Ermelinda Freitas.

 

Herdando 60 hectares de vinhas de apenas duas castas: Castelão e Fernão Pires, situadas em Fernando Pó na região de Palmela, rapidamente Leonor Freitas com o seu espírito inovador e diferenciador introduziu uma diversidade de castas como a Trincadeira, Touriga Nacional, Aragonês, Syrah, Alicante Bouschet, entre outras.

 

Dada a localização privilegiada da exploração, nela são produzidos alguns dos melhores vinhos da região.

 

As marcas já são muitas nesta casa: Moscateis, Leo D´Honor, Quinta da Mimosa, Terras do Pó, Dona Ermelinda, Dom Campos, Casa Ermelinda Freitas, Vinha do Rosário, Espumantes, M.J Freitas e Dom Freitas.

 

Apresentamos algumas variedades entre moscatéis e espumantes.

 

À D. Leonor Freitas que continue o seu excelente trabalho.

 

Syrah Reserva 2015

Regional Península de Setúbal Reserva

Castas: Syrah

Origem: Vinhas situadas em Fernando Pó, zona privilegiada do concelho de Palmela.

Vinificação: Fermentação em cubas-lagares de inox com temperatura controlada, e maceração pelicular prolongada. Estágio de 12 meses em meias pipas de carvalho americano e francês.

Aconselha-se Guardar Durante 7 anos

Notas de Prova: Vinho de cor granada, concentrado. Aroma confitado a lembrar fruta preta muito madura, alguma especiaria, com toque balsâmico da casta. Na boca é muito cheio, aveludado com taninos presentes muito bem integrados. Final longo e persistente.

Pratos recomendados: Ideal com pratos de carne vermelha, caça, assados no forno, queijos fortes e Foie gras.

 

Terras do Pó Reserva 2015

Regional Península de Setúbal

Castas: Castelão

Origem: Vinha situada em Fernando Pó, zona privilegiada do concelho de Palmela.

Vinificação: Fermentação em cubas-lagares de inox com temperatura controlada, e maceração pelicular prolongada. Estágio de 9 meses em meias pipas de carvalho francês.

Aconselha-se Guardar Durante 10 anos

Notas de Prova: Vinho de cor granada, concentrado, rico em taninos de boa qualidade, muito complexo, com aromas a lembrar frutos vermelhos maduros, muito bem conjugado com a madeira que lhe dá um toque a baunilha. Fim de boca persistente e muito prolongado.

 

Espumante Reserva 2011

Vinho Espumante Branco, D.O. Palmela Reserva

Castas: 50% Chardonnay, 50% Arinto

Origem: Vinha situada em Fernando Pó, zona privilegiada do concelho de Palmela.

Vinificação: Fermentado em barricas de carvalho francês e seguido de estágio com batonnage de 6 meses nas barricas. Segunda fermentação realizada em garrafa segundo o método champanhes, seguida de um estágio mínimo de 18 meses em garrafa.

Aconselha-se guardar durante 8 anos

Notas de Prova: Bolha fina e persistente. Vinho de cor amarelo brilhante, frutado, a lembrar citrinos e frutos tropicais, com toque floral a lembrar flores brancas. Boa estrutura e boa acidez que lhe dá frescura e longevidade. Final de boca a lembrar o fruto, fresco e agradável.

Pratos recomendados: Ideal como aperitivo ou a acompanhar carnes gordas.

 

Moscatel Roxo Superior 2010

D.O. Setúbal - Moscatel de Setúbal Superior

Castas: Moscatel Roxo

Origem: Vinha situada em Fernando Pó, zona privilegiada do concelho de Palmela.

Vinificação: Fermentação em cubas-lagares de inox com temperatura controlada até 1080 de densidade, seguindo-se a adição da aguardente vínica a 77% e maceração pelicular prolongada até Março do ano seguinte. Estágio de 6 anos em meias pipas de carvalho francês.

Aconselha-se guardar durante 50 anos

Notas de Prova: Vinho de cor âmbar vivo e dourado, com aroma a lembrar frutos secos,como avelã, nozes e algumas especiarias. Na boca é muito harmonioso com excelente combinação entre doçura e frescura, que lhe confere um final bastante complexo e prolongado.

Pratos recomendados: Acompanha bem pastelaria fina, doçaria Árabe, como pode servir de aperitivo.

 

Leo d'Honor 2009

D.O. Palmela

Castas: Castelão “Periquita”

Origem: Vinha com mais de 60 anos situada em Fernando Pó, zona privilegiada do concelho de Palmela.

Vinificação: Fermentação em cubas-lagar de Inox com maceração pelicular prolongada de 4 semanas

Aconselha-se Guardar Durante 15 anos

Notas de Prova: Aroma profundo e concentrado. A casta Castelão no seu melhor com notas de frutos pretos, compota e especiarias. Complexo na boca com ligeiras nuances a tabaco e chocolate provenientes do estágio de 18 meses em barricas de carvalho francês. É um vinho bem encorpado, com taninos presentes e um elegante final de boca.

Pratos recomendados: Ideal com pratos de carne estufada, caça, assados no forno, queijos fortes e Foie gras.

 

Guia Viagem Miami: Coral Gables

Fevereiro 27, 2018

coral.jpg

 

Se Miami é um destino luxuoso e que capta a atenção de algumas estrelas internacionais e milionários, coral Gables é sem dúvida o seu expoente máximo.

 

Coral Gables é chamada de “Bela Cidade” e com muita razão. Aqui as casas são mansões com um estilo mediterrâneo colonial, imperam as vilas ibéricas e estruturas romanas.

 

Esta zona de Miami centrada a sul de Little Havana e a Norte dos campos universitários são destino de luxo para estrangeiros endinheirados, detém qualidade de vida e sossego a minutos do reboliço da baixa de Miami ou da diversão de South Beach.

Um destino para consumistas e “devoradores” de lojas de marcas de topo, principalmente na rua Miracle Mile.

 

Apresentamos agora alguns dos pontos de interesse de Coral Gables:

 

Alhambra Entrance: Entrada na cidade como muitas outras que faz com que entremos num condomínio projetado por George Merrick, e de onde podemos ver pavilhões que nos transportam para a Andaluzia.

 

Alhambra Watertower: Um farol mourisco que embeleza toda esta pequena zona.

 

Biltmore Hotel: Um hotel histórico que ser ergue nesta rica zona de Miami, um hotel do período de ouro da história do jazz por onde andaram Gatsby, Judy Garland e Al capone e com jardins imponentes que refletem a história as mil e uma noites.

 

Coral Gables City Hall: Um edifício histórico de onde se destaca a pintura das 4 estações na Torre de Denman Fink.

 

Coral Gables Congregational Church: É a primeira igraja desta zona, doada inteiramente pela família Merrick, uma vez que o seu pai era pastor da igreja. É de 1924 e surge como uma cópia de uma igreja da Costa Rica mas parece a sua arquitetura ser de Nova Inglaterra.

 

Coral Gables Museum: É um museu que conta a história deste bairro/ povoação. O seu nome Coral Gables quer dizer Cidade Bonita. O edifício ocupa o antigo quartel de bombeiros e da policia também já de si com fachadas fotográficas.

 

Coral Way Entrance

 

Granada Entrance

 

Merrick House: Uma casa familiar de 1925, humilde mas com grande importância histórica para Miami, esta é a casa de família de George Merrick’s, hoje usada para grandes eventos.

 

Venetian Pool: Uma piscina publica a céu aberto que pertence ao Registo nacional de locais históricos. Construída com ladrilhos antigos, transporta-nos a um período romano com piscinas públicas.

 

Para Chegar a Coral Gables tem 3 opções: De autocarro a partir de downtown, de táxi ou através do Tram (gratuito nesta linha).

Sugestões de Restaurantes e Vida Noturna:

Seven Seas Bar, The Bar, Bulla Restaurant, Seasons 52 Restaurant, Swine Restaurant, Caffe Abbracci.

 

Atreve-te e entra no espirito de luxo de Miami e se o dinheiro abonar aproveita e fica umas noites no Biltmore Hotel.

 

Descobre mais sobre Miami.

Un bacio

Fevereiro 26, 2018

Un-bacio-poster.jpg

Um filme de amores na adolescencia, alegrias, traumas, diversão, desilusão.

 

Dois rapazes e uma rapariga.

 

Um rapaz adoptado, uma rapariga discriminada, um rapaz campeão de basquetebol.

 

Um rapaz sonhador, uma rapariga que escreve, um rapaz que fala com o irmão que faleceu.

 

Uma rapariga violada, um rapaz gozado, um rapaz assassinafo.

 

Um rapaz que ama uma rapariga, uma rapariga que julga amar um rapaz, um rapaz que ama um rapaz.

 

Uma excelente visão de ivan cotroneo.

 

 

Guia Viagem Miami: Everglades

Fevereiro 25, 2018

WaterMark_2018-02-22-13-12-38.JPG

Everglades é um parque nacional norte americano que se encontra na Florida bem pertinho de Miami. Ocupando uma grande extensão deste estado americano, o parque ganha enorme importância sendo o maior dos Estados unidos com clima Tropical, o maior a este do rio Mississipi e o terceiro maior de todo o país, só atrás do Vale da Morte e do Yellowstone.

 

Devido à sua enorme importância para proteger o ecossistema frágil da região é considerado Património Mundial da Unesco, Reserva Internacional da Biosfera e Terra Húmida de Importância Internacional, apenas mais dois locais no mundo estão presentes nestas três distinções.

 

Mas afinal o que é o Everglades?

A melhor designação partiu do nosso guia do Parque: “Everglades é um rio enorme de erva e canaviais”, mas verdadeiramente este parque é uma rede imensa de terrenos pantanosos e florestas alimentados pelo rio Okeechobee. Aqui reproduzem-se centenas de espécies de aves limícolas tropicais da América do Norte, é aqui que se encontra o maior ecossistema de mangais do hemisfério norte e claro é habitat de cerca de 36 espécies ameaçadas ou em risco de extinção.

 

A Pantera da Florida, o manatim e o Crocodilo americano são 3 destas espécies, se bem que as duas primeiramente mencionadas são difíceis de conhecermos, o crocodilo americano ou aligator pode ser facilmente avistado neste extenso mar de pântanos.

 

A melhor maneira de conhecer este parque nacional é montar-se num Airboat e partir viagem voando sobre os pântanos, observando a natureza, deslizando pró entre canaviais e mangais.

 

Uma experiência maravilhosa e que irá ficar eternamente gravada nas minhas memórias.

 

Se achas que irias gostar é só partires. Nunca deixes para depois o que podes viver hoje.

 

Para conheceres mais alguns dos nossos percursos por Miami carrega aqui.

Era uma vez uma mulher...

Fevereiro 25, 2018

 

2018-02-23-20-57-05.jpg

 

Era uma vez uma bebé que acabada de nascer, desejada por uns mas não por todos, sentiu que tinha uma missão.

 

Era uma vez uma criança que criou uma estrela de cicatrizes na sua testa, essa estrela guiou-a ao longo dos tempos.

 

Era uma vez uma gaiata, de cabelo negro um olhar escondido por detrás de uns óculos que estudava livros de encantar.

 

Era uma vez uma criança que quando se sentia triste chorava, mostrava a sua dor, mas essa mesma criança ouvia, entendia, e ganhava coragem para viver.

 

Era uma vez uma adolescente que acreditava no seu sonho, que queria porque queria, e seguiu em frente.

 

Era uma vez uma rapariga que trocara os nenucos por pinturas, os livros de crianças por saltos altos e divirtia-se.

 

Era uma vez uma giraça que ignorava quem merecia e abraçava quem precisasse.

 

Era uma vez uma universitária que vestiu a sua capa, que acreditou, que estudou, que lutou muito e acabou por conseguir o que queria.

 

Era uma vez uma farmaceutica que sorria atrás de um balcão por entre caixas de medicamentos.

 

Era uma vez uma sonhadora que chorava quando o fantasma descia do candelabro cantando as nossas canções.

 

Era uma vez uma viajante que queria descobrir mundo e partiu.

 

Era uma vez uma mulher que queria ser apenas uma mulher, uma mulher determinada, corajosa, guerreira e acima de tudo feliz.

 

Era uma vez um menino homem que amava essa mulher.

Adoro-te mana.

Guia Viagem Miami: Downtown

Fevereiro 24, 2018

WaterMark_2018-02-22-12-37-45.jpg

Ora Miami é uma enorme cidade dos Estados unidos, mais propriamente do estado da Flórida. Sendo enorme, tem diversos bairros e zonas que merecem ser visitadas. Uma delas, é própria "baixa" da cidade, onde muitos dos estrangeiros se hospedem para partir para os cruzeiros das caraíbas e bahamas.

 

Mas esta centro empresarial e financeiro tem muito para oferecer.

 

Pontos de Interesse:

Adrienne Arsht Center of Perfoming Arts: O maior centro de artes da Florida e o segundo maior dos EUA.

 

American Airlines Area: Uma arena astronáutica que alberga os jogos de basquetebol do Miami Heat Bashetball. O Waterfront Theater também ocupa este espaço com os seus concertos e espetáculos da Broadway

 

Bayfront Park Um parque publico que como o próprio nome indica está situado junto à frente da baia da Biscaia. Dentro do parque são muitas as estruturas culturais e de lazer: Klipsch amphitheater, Tina Hills Pavilion. Depois existem diversos monumentos como a JFK Torch of Friendship, a Light Tower e a Mantra Slide.

 

Black Archives Historic Lyric Theather Welcome Center: Um antigo teatro onde tocara Ella Fitzgerald e Duke Ellinton, hoje em dia alberga este centro de pesquisa sobre o património afro americano de Miami.

 

Brickell Avenue Bridge & Brickell Key: A ponte que nos liga à ilha de Brickell.

 

Cisneros Fontanal Arts Foundation: Um museu que expõe arte de latino americanos.

 

Dade County Courthouse: Um edifício de interesse histórico construído em 1925 onde no 9º andar funcionou uma prisão de alta segurança.

 

Gusman Center for Performing Arts: Um edifício de com características vintage na sua arquitetura – Olympia Theater – um local cultural de teatro e música.

 

History Miami: O museu de história de Miami e do sul da Flórida.

 

MDC Museum of Art & Design: Um pequeno museu que inclui coleções de Matisse, Picasso e Chagall e também alguma pop art. O Próprio edifício é uma obra de arte com a Freedom Tower.

 

Miami Center for Architecture & Design: O museu de arquitetura e design.

 

Miami River: Para conhecermos a antiga Miami, preguiçosa e pescadora, sair do centro e ir até ao Rio Miami. Além das docas com restaurantes de peixe fresco apanhado em frente.

 

Miami Dade Public Library: Biblioteca pública de MiamiPérez

 

Art Museum Miami: Um museu com arquitetura o suíço Herzog & Meuron que combina vidro e metal e que conta com uma coleção de arte da 2ª guerra mundial.

 

Assim sendo, tens muito que palmilhar e conhecer, outra sugestão é apanhares o metromover um metro de superficie gratuito, que percorre em plataformas superiores o centro de Miami, rompendo por entre prédios e "sobrevoando" sobre as principais atrações.

 

Ora a baixa de miami poderá ser um dos locais a visitares várias vezes durante a tua estadia nesta cidade ou poderá mesmo ser a tua base, por isso deixamos algumas sugestões de restaurantes, bares para te divertires:

Bonding Restaurant, Soya e Pomodoro restaurant, Garcia's Seafood Grille & fish Market (restaurante), Fresco California Restaurant, Club Balckbird Ordinary, DRB bar, Level 25 club.

 

Se por acaso o teu interesse é gastares uns dólares a comprar roupa, esta cidade também é uma excelente opção, além das muitas lojas de rua existem dois Mega Hiper Centro Comerciais onde poderás encontrar de tudo e com todo o tipo de preços:

777 International Mall e Bayside Marketplace

 

Agora é viajares e usufruires

 

Para saber sobre outros pontos de Miami basta clicar aqui

about me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D