Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Rotas do Mundo

Pedro around the World... My life, my dreams, my favourite things

Conhecendo Beaufort

Maio 22, 2017

Slide1.JPG

Beaufort é uma comuna do Luxemburgo que pertence ao distrito de Grevenmacher e ao cantão de Echternach, situado a noroeste da capital junto à fronteira com a Alemanha, conhecida internacionalmente pelo seu castelo.

 

O Castelo de Beaufort, encontra-se dividido entre dois castelos: o velho e o renascentista.

O Castelo velho está protegido por um fosso e foi construído durante 4 períodos. A parte mais antiga data do século XI, que se caracteriza por ser uma pequena fortaleza incrustada na rocha maciça. Durante o século XII adicionaram uma Torre e alargaram o protão de entrada. As alas onde se situam as divisões superiores datam de 1348.

 

Durante a Guerra dos Trinta Anos, o castelo ficou completamente destruído, obrigando o seu “senhor” a vendê-lo. Em 1639, foi adquirido pelo gorvernador da província do Luxemburgo Johann Baron de Beck. Que recuperou-o e aumentou uma nova ala com a Torre principal e torres de canhões. Após 1643 deu ordem para criar então o novo castelo renascentista.

O velho castelo começa assim a ser abandonado e acaba por ser transformado em celeiros e cavalariças. Em 1850, o governo do Luxemburgo declara-o património cultural.

 

O Castelo Renascentista de Beaufort nasce em 1649, e desde essa data que nunca sofreu muitas alterações ou transformações. Este castelo esteve abandonado até 2012, quando foi aberto ao público apenas para visitas guiadas.

 

As visitas estão disponíveis de 3ª a Domingo das 11:00 às 16:00, aconselha-se a marcar previamente pois só realizam Tours com um máximo de 12 pessoas. A visita passa pelas alas principais, salas do palácio, exterior, jardins e lagos e destilaria, onde pode ser provado o Licor Cassero.

Vianden - O maravilhoso castelo no luxemburgo

Maio 22, 2017

Slide3.JPG

O castelo de Vianden foi construído entre o século XI e XIV, assente nas fundações de antigos castelos romanos. Este Castelo apalaçado reflete as características do Hohenstaufen, sendo um dos maiores edifícios na Europa onde predominam a arquitetura românica e gótica.

Até ao início do século XV esta foi a residência dos Condes de Vianden com ligações ao Império Germânico.

 

Em 1417, o castelo e as suas terras foram conquistadas pela linhagem mais nova da Casa Germânica de Nassau, que em 1530 também conquistou o condado francês de Orange.

Um dos pontos de maior importância do castelo é sem dúvida a Capela, bem como o pequeno e o grande palácio, que datam do século XII.

 

O edificio Julich, a oeste do grande palácio data do século XIV, enquanto que a ala Nassau apenas foi construída no século XVII. Em 1820, durante o reinado do Rei William I da Holanda, o castelo foi vendido a um mercador de especiarias, que posteriormente o vendeu aos pedaços, começando pelas mobílias e terminando nas placas do telhado. Devido a esta situação o castelo esteve exposto aos elementos naturais que o transformaram em ruínas

 

Em 1890, o castelo tornou-se propriedade do Grão-duque Adolphe e manteve-se na família Grande Ducal até 1977 quando foi transferido para património do estado luxemburguês. Nesta época iniciaram-se as obras de requalificação do castelo para devolver ao mesmo a sua arquitetura gloriosa.

Hoje em dia é um dos monumentos históricos mais importantes da Europa

Next Stop: Luxemburgo

Maio 19, 2017

Luxemburgo, oficialmente Grão-Ducado do Luxemburgo ou de Luxemburgo, é um pequeno Estado soberano situado na Europa Ocidental, limitado pela Bélgica, França e Alemanha.

 

Luxemburgo tem uma população de pouco mais de meio milhão de pessoas e uma área de aproximadamente 2586 km². Sendo uma democracia representativa parlamentar com um grão-duque como monarca constitucional, Luxemburgo é o único grão-ducado ainda existente.

 

O país tem uma economia altamente desenvolvida, com um dos maiores PIB per capita do mundo. A sua importância histórica e estratégica remonta aos tempos da sua fundação, como uma fortaleza romana, no início da Idade Média. Foi um importante bastião espanhol enquanto a Espanha foi a principal potência europeia, influenciando todo o hemisfério ocidental e para além dos séculos XVI e XVII.

 

Luxemburgo é um membro fundador da União Europeia, NATO, OCDE, Nações Unidas, Benelux e da União da Europa Ocidental, o que reflete o consenso político em favor da coesão económica, política e integração militar. A Cidade de Luxemburgo, a capital e maior cidade, é sede de várias instituições e sedes da União Europeia.

 

Luxemburgo além de país, é também o nome da sua capital. É esta cidade que as Rotas do Mundo irá desbravar em breve.

 

Pontos de Interesse:

Chemin de la Corniche

Um passeio pedestre considerada a varanda mais bela da Europa, cerca de 2km de vistas deslumbrantes sobre a cidade.

 

Bairro Grund

Um bairro calmo e belo situado na parte baixa das fortificações, situado sobre o rio Pétrusse.

 

Casemates du Bock

Linha defensiva por debaixo do promontório de Bock, que percorre a parte velha da cidade e onde se alcança algumas das vistas mais impressionantes da cidade. São um total de 17 km’s de túneis e que podem chegar a 40km abaixo da superfície.

 

Catedral de Notre Damme

A catedral da cidade de Luxemburgo datada de 1963, um exemplo de arquitetura gótica. È sede da padroeira da nação Maria Consolatrix Afflictorum

 

Passerelle (viaduc)

É um viaduto, ao estilo aqueduto, que atravessa a parte sul da cidade, mais prop+riamente o vale de Pétrusse, data de 1860

 

Museu Nacional de Arte e História

O museu nacional que alberga diversas coleções desde arqueologia., belas artes, artes decorativas e neste momento uma exposição portuguesa.

 

Museu da história da Vila

Um museu que nos contará a história do Luxemburgo. Detém coleções permanentes e temporárias.

 

Praça das Armas / Place d’Armes

Uma das praças principais da cidade velha do Luxemburgo

 

Palácio Grão-Ducal

Palácio que é residência oficial do grão-duque do Luxemburgo, datado de 1572.

 

Praça da Constituição

Praça com a célebre senhora dourada, estátua de homenagem às vitimas da primeira guerra mundial, daqui temos vista incríveis pela cidade

 

Praça Guillaume II

É talvez a praça principal do Luxemburgo, com muitos restaurantes e cafés. Detém o posto turismo a o edifício histórico da Câmara Municipal

 

Filarmónica do Luxemburgo

A sala de concertos mais prestigiada de Luxemburgo onde alberga diversas concertos por ano e que alberga a Orquestra filarmónica do país

 

Citadela do Espirito Santo

Um forte e mosteiro datado de 1234 que circunda uma das partes baixas da cidade.

 

Igreja Saint Michel

Igreja que as suas origens são de 987

 

Ponte Adolfo

Uma ponte que liga o centro a parte este do Luxemburgo, uma das mais famosas vistas do Luxemburgo

 

Forte Thungen

Edificio militar que faz parte das fortificações da cidade, construído em 1732, situa-se no Parque Drai Eechelen

 

Forte Les Trois Glands

Uma antiga fortificação que serve de porta ao bairro de negócios e moderno com o Mudam – museu de arte moderna

 

Pontos de Interesse Fora da Cidade:

Cemitério Luxembour American Memorial

Cemitério de homenagem aos americanos falecidos no Luxemburgo durante a guerra Mundial. Fica fora da cidade, desde a Gare central apanhar comboio até à paragem de Cents, Waassertuerm, depois cerca de 2km a pé.

 

Beaufort Castle

Este castelo situa-se na vila Beaufort, uma das comunas do Luxemburgo, datado do século XVI.

Dica: Partir de Centre Fondation Pescatore (autocarro dura 56 minutos) até Beaufort

 

Vianden

Vianden é uma das comunas do país, conhecido por muitos pelo seu castelo no alto de um promontório. O castelo data do século XI.

É também famosa por ser uma das cidades de eleição do escritor Victor Hugo

Dica: A partir de Gare central até Ettelbruck (28 minutos de comboio) depois autocarro linha 570 (24 minutos)

Descobrir Portugal: Montemor-o-novo

Janeiro 27, 2017

E começou a primeira aventura de Descobrir Portugal por terras alentejanas. O primeiro passo para conhecer o que temos de belo e bom pertinho de nós. Depois de mais uma sexta-feira de trabalho, partir de Lisboa em direcção a Montemor-o-novo, pequena cidade centro alentejana que apesar do pouco desenvolvimento e da pouca população é um dos maiores municípios portugueses em área geográfica. Aproveite o contacto com as simpáticas gentes, a simplicidade da cidade, a brancura das casas, e o avistar dos telhados e janelas rodeadas de azul. Depois suba ao principal ponto turistico da cidade, o castelo de Montemor. Vá até ao centro de interpretação ou às belas igrejas. O frio deste Inverno agreste que queima a pele, mas o por do sol lindo que aquece a alma. Depois da breve paragem as rotas do mundo partem a direcção a Évora.

IMG_20170127_174647.jpg

 

IMG_20170127_175132.jpg

 

descobrir portugal.jpg

 

Postojna e Predjama: visitas pela Eslovénia

Novembro 04, 2016

A Aventura pela Eslovénia continua rumo ao sul e antes de entrarmos em território croata. As nossas paragens foram a dois dos mais visitados locais deste país: Postojna e Predjama.

Slide2.JPG

 Postojna é uma aldeia no centro da Eslovénia que detém um conjunto de grutas e cavernas das mais antigas da Europa, estando abertas ao público há cerca de 200 anos. Este local cavernoso é o sistema de grutas e cavernas mais comprido deste país com cerca de 24 quilómetros. Iniciamos a viagem num comboio percorrendo grande parte dos tunéis mas depois para apreciar a grandeza e riqueza deste espaço natural toca a percorrer uns bons quilómetros a pé debaixo de chão.

As cavernas têm algumas riquezas que marcam qualquer visitante, estalagmites gigantescas e estalactites de arrepiar, além de galerias de tamanho absurdo onde é possível caber cerca de 10.000 pessoas e onde se realizam muitos concertos devido à sua extraordinária acústica.

Slide3.JPG

 Os bilhetes para entrada têm o custo de cerca 23.90€ que incluiu além da descida às grutas a visita ao museu de Postojna e do Zoo “escuro”, uma exposição de animais que habitam as grutas de postojna e onde podemos ver de perto o estranho Proteus, uma espécie de salamandra sem pigmentação da pele e cega.

Depois seguimos até ao Castelo de predjama (predjamski grad), que fica a cerca de 10km de Postojna, um castelo retirado de um qualquer filme do “senhor dos anéis” ou de um conto de fadas. Este reduto é dos mais pitorescos da história da humanidade, que existe há cerca de 700 anos.

Slide1.JPG

 O castelo está situado “cravado” numa falésia de 123 metros de altura, sobre um vale de uma paisagem estonteante. Em tempos de cavaleiros o castelo oferecia uma defesa extraordinária, sendo praticamente impenetrável e destrutível.

Associado a este castelo existe a lenda do Tunel do Rei Erazem, que comunicaria o interior do castelo num túnel secreto com o topo superior da falésia.

Depois destas visitas, um almoço com vista para o castelo será uma boa opção e depois é caminhar para o próximo destino. Neste mesmo dia entrámos na Croácia e a viagem ainda é longa.

Segue mais da nossa aventura no tag: #balkanadventure

Bled – A vila mágica da Eslovénia

Outubro 31, 2016

A Vila mágica de Bled, provavelmente é um dos pontos mais visitados da Eslovénia, mas se pretender estar afastado dos “molhos” de turistas é fácil e possível.

Slide1.JPG

 Bled é um município esloveno situado a noroeste do território, além de ser o nome da vila que é capital desta região. È conhecido sobretudo pelas belas paisagens do seu lago rodeado de colinas verdes e majestosas sempre vigiado pelo Castelo no topo da falésia, o mais antigo Castelo deste país.

Dependendo da época do ano poderá mergulhar no lago, apreciar as cores alaranjadas outonais ou até praticar ski nas muitas estâncias que por aqui existem durante o Inverno. A nossa visita foi em Outubro, as folhas das árvores já amarelavam e deixavam prever a chegada do Outono, mas o dia estava quente e solarengo.

Apenas terá de escolher o tempo que quer permanecer em Bled, para poder gozar ao máximo esta vila, no nosso caso apenas tivemos uma tarde bem completa, e deu para aproveitar alguma coisa.

Em primeiro lugar aconselho a percorrer a margem sul do lago, de onde poderá captar as mais belas paisagens do Lago Bled e dos seu imponente Castelo. Se tiver tempo visite as ilhas que estão situadas no meio do lago, para isso basta se deslocar a um dos muitos portos e embarcar no barco tradicional – barco Pletna, movido a força humana e a varas, tal como as gôndolas venezianas.

Slide2.JPG

 Depois dirija-se até ao topo da falésia ao Castelo Mágico e mais antigo do país. O Castelo de Bled (Blejski Grad) é um castelo medieval no cimo de um penhasco com mais de 130 metros acima do lago glacial, de acordo com fontes escritas este é o mais antigo castelo da Eslovénia datado de 1011. O seu edifício está organizado em torno dos pátios inferiores e superiores ligados por uma escadaria em estilo barroco. Poderá aqui visitar o museu, a casa do ferreiro, a reprodução da antiga tipografia, a igreja ou a recriação da adega. Do topo das muralhas aprecie as maravilhosas paisagens. (A entrada no castelo e todos os museus tem um custo de cerca de 10€ por pessoa).

Slide3.JPG

 Atreva-se e perca um pouco do seu tempo a percorrer as aldeias circundantes deste municipio, aldeias típicas que vivem da agricultura e da pecuária, onde as casas de telhados altos e íngremes para receberem a neve se misturam com os prados verdejantes repletos de vacas leiteiras. Ao fundo os Alpes austríacos ainda com os cumes brancos sorriam para nós.

Slide4.JPG

 Se conseguir despender mais tempo do que nós, poderá ainda visitar os passadiços das cascatas de Vintgar, a cerca de 4km a norte de Bled, onde poderá percorrer os passadiços de madeira que contornam as montanhas de vintgar e acompanham o rio e as suas cascatas.

Slide5.JPG

 Se por acaso quiser pernoitar por esta região as opções são muitas e mais baratas do que Liubliana, nós preferimos ir dormir à capital novamente e usufruir do reboliço citadino, mas se esta não for a sua opção aqui vão algumas sugestões:

Apartments Lana (3 estrelas) – apartamentos sob gerência familiar com o preço por noite de 89€.

Eco Boutique Hotel AMS Beagle (3 estrelas superior) – Boutique hotel com o preço por noite de 121.50€ com pequeno-almoço incluído.

Chalet MM (4 estrelas) – Um chalé de montanha com preço por noite de 208€.

Os preços apresentados foram através da página www.booking.com, para uma noite e para duas pessoas (simulação para data de 12/11/2016).

Slide6.JPG

 Não poderei deixar de falar nos fantásticos petiscos que poderá degustar por aqui, aconselho a visitar o restaurante Restavracija Vila Ajda Dax e peça um misto de carnes, vai-se deliciar com estas peças de porco assado. O restaurante tem um ambiente acolhedor e rústico e uma vista deslumbrante para o lago. Acabe a refeição na esplanada a degustar o Bolo Bled, o bolo típico desta zona.

Bled é um local obrigatório a visitar se passar alguns dias na Eslovénia.

Acompanha tudo em Balkan Adventure

Viagem a Liubliana –Eslovénia em Balkan Adventure

Outubro 27, 2016

Slide1.JPG

Uma cidade encantadora, calma, limpa e pacífica, escondida na maravilhosa Eslovénia, e banhada pelo rio Lublianica que a divide em 2. De um lado o centro histórico e mais antigo que nos leva ao castelo, do outro o lado mais moderno e centro de negócios.

A cidade é pequena e pouco movimentada, apenas com 220.000 habitantes. Não está nos principais pontos turísticos europeus e por isso aproxima-nos ainda mais dos locais. Quanto mais tempo tiver disponível melhor para se embrenhar na cultura eslovena. Infelizmente o nosso roteiro destinou-nos apenas 1 dia a esta cidade.

No brasão da cidade brilha o dragão pousado por cima do castelo, e esse dragão encontra-se em todas as esquinas da cidade, pontes, candeeiros, bancos de jardim, montras, fachadas e souvenirs para os poucos turistas que por ali deambulam. Reza a lenda que esse dragão no século XI assustava os habitantes, colocava-se na torre do castelo e cuspia o fogo para se proteger. Depois de muitos anos de destruição apaixonou-se por uma doce fêmea e juntos tiveram um dragão artista. Liubliana é isso mesmo, a cidade artista e bela que nasce da junção do amor e de destruição.

Aconselhamos assim a dedicar a manhã ao lado sul do rio e a parte da tarde ao lado norte.

Comece a visita por percorrer de amanhã a ponte dos Dragões (Zmajski Most), as duas estátuas de bronze representando os dragões irão dar-lhe as boas vindas a esta cidade, ao passar por eles entrará quase diretamente no mercado de frescos da cidade – legumes frescos, frutas, alguns produtos como o mel ou sacos de alfazema perfumam a praça.

De seguida dirija-se ao castelo para conhecer este património e para obter a mais bela vista de Liubliana. Tem duas formas para o fazer ou vai subindo a colina a pé (são alguns minutos de esforço) ou apanhe o funicular e rapidinho está no topo. Os preços do funicular e entrada do Castelo são de 10€ (inclui entrada no castelo, na torre, exposição da história da Eslovénia e Museu das marionetas). Chegando ao Castelo de Liubliana (Ljubjanski Grad) apercebe-se que entrou num edíficio bastante antigo construído no século XV, uma praça fortificada de onde se erguem a igreja do castelo, a torre, e onde existem alguns museus para visitar como o das marionetas ou exposições temporárias de diversos artistas eslovenos.

Slide2.JPG

 Depois do Castelo perca-se pelo casco velho da cidade e vá apreciando a Catedral da cidade, mais conhecida como Catedral de São Nicolau, que mistura o estilo gótico e o barroco na sua construção e onde pode apreciar as torres sineiras gémeas bem como a sua cúpula verde-esmeralda; o Edífico da Câmara Municipal a Igreja de São Tiago e a beira rio repleta de bares e restaurantes onde poderá degustar típicos pratos eslovenos para o almoço.

Da parte da tarde dedique o seu tempo ao lado norte do rio, aqui a área é maior e poderá ter de fazer algumas escolhas se o seu tempo for limitado. Atravesse a ponte antiga dos Sapateiros (Cevlkaski most), possivelmente a ponte mais antiga da cidade e descubra o Museu da Cidade e o edifício do Teatro Krizanke. Tem ainda vários edifícios icónicos para apreciar como a Universidade de Liubliana, a Casa da Ópera, o Teatro Nacional, o salão de Ballet Nacional, a Igreja da Santissima Trindade e a Praça do congresso.

Para finalizar o dia nada como ir até à Igreja franciscana da anunciação (Franciskanska cerkev marijinega oznanjenja) na praça principal (Preseren trg), com a sua imponente fachada cor de rosa, construída em 1660 onde pode apreciar arquitetura barroca. No seu interior pinturas impressionistas de Matej Sternen; e à Ponte Tripla (Tromostovje) que liga através de 3 pontes unidas os dois lados da cidade.

Slide3.JPG

 Se a época do ano assim o permitir, e claro se tiver tempo aproveite de faça um passeio de barco pelo rio Liublianica, uma forma diferente e bela para conhecer a cidade.

“Vivam todos os povos que anseiam pelo dia em que a discórdia será erradicada do mundo e em que cada um dos nossos compatriotas seja livre, e em que o vizinho não seja um diabo mas sim um amigo” palavras de France Preseren o maior poeta esloveno que dá o seu nome à praça principal, autor do hino nacional homenageado na estátua visível.

E será aqui que terminará o dia, vendo os últimos raios de sol despedirem-se da cidade, as luzes iluminaram as ruas e as pontes, e ao fundo a Lua beijar o castelo de Liubliana.

Acompanha tudo em balkan Adventure

logo com assinatura cor.jpg

 

about me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D