Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Rotas do Mundo

Pedro around the World... My life, my dreams, my favourite things

Viagem a Liubliana –Eslovénia em Balkan Adventure

Outubro 27, 2016

Slide1.JPG

Uma cidade encantadora, calma, limpa e pacífica, escondida na maravilhosa Eslovénia, e banhada pelo rio Lublianica que a divide em 2. De um lado o centro histórico e mais antigo que nos leva ao castelo, do outro o lado mais moderno e centro de negócios.

A cidade é pequena e pouco movimentada, apenas com 220.000 habitantes. Não está nos principais pontos turísticos europeus e por isso aproxima-nos ainda mais dos locais. Quanto mais tempo tiver disponível melhor para se embrenhar na cultura eslovena. Infelizmente o nosso roteiro destinou-nos apenas 1 dia a esta cidade.

No brasão da cidade brilha o dragão pousado por cima do castelo, e esse dragão encontra-se em todas as esquinas da cidade, pontes, candeeiros, bancos de jardim, montras, fachadas e souvenirs para os poucos turistas que por ali deambulam. Reza a lenda que esse dragão no século XI assustava os habitantes, colocava-se na torre do castelo e cuspia o fogo para se proteger. Depois de muitos anos de destruição apaixonou-se por uma doce fêmea e juntos tiveram um dragão artista. Liubliana é isso mesmo, a cidade artista e bela que nasce da junção do amor e de destruição.

Aconselhamos assim a dedicar a manhã ao lado sul do rio e a parte da tarde ao lado norte.

Comece a visita por percorrer de amanhã a ponte dos Dragões (Zmajski Most), as duas estátuas de bronze representando os dragões irão dar-lhe as boas vindas a esta cidade, ao passar por eles entrará quase diretamente no mercado de frescos da cidade – legumes frescos, frutas, alguns produtos como o mel ou sacos de alfazema perfumam a praça.

De seguida dirija-se ao castelo para conhecer este património e para obter a mais bela vista de Liubliana. Tem duas formas para o fazer ou vai subindo a colina a pé (são alguns minutos de esforço) ou apanhe o funicular e rapidinho está no topo. Os preços do funicular e entrada do Castelo são de 10€ (inclui entrada no castelo, na torre, exposição da história da Eslovénia e Museu das marionetas). Chegando ao Castelo de Liubliana (Ljubjanski Grad) apercebe-se que entrou num edíficio bastante antigo construído no século XV, uma praça fortificada de onde se erguem a igreja do castelo, a torre, e onde existem alguns museus para visitar como o das marionetas ou exposições temporárias de diversos artistas eslovenos.

Slide2.JPG

 Depois do Castelo perca-se pelo casco velho da cidade e vá apreciando a Catedral da cidade, mais conhecida como Catedral de São Nicolau, que mistura o estilo gótico e o barroco na sua construção e onde pode apreciar as torres sineiras gémeas bem como a sua cúpula verde-esmeralda; o Edífico da Câmara Municipal a Igreja de São Tiago e a beira rio repleta de bares e restaurantes onde poderá degustar típicos pratos eslovenos para o almoço.

Da parte da tarde dedique o seu tempo ao lado norte do rio, aqui a área é maior e poderá ter de fazer algumas escolhas se o seu tempo for limitado. Atravesse a ponte antiga dos Sapateiros (Cevlkaski most), possivelmente a ponte mais antiga da cidade e descubra o Museu da Cidade e o edifício do Teatro Krizanke. Tem ainda vários edifícios icónicos para apreciar como a Universidade de Liubliana, a Casa da Ópera, o Teatro Nacional, o salão de Ballet Nacional, a Igreja da Santissima Trindade e a Praça do congresso.

Para finalizar o dia nada como ir até à Igreja franciscana da anunciação (Franciskanska cerkev marijinega oznanjenja) na praça principal (Preseren trg), com a sua imponente fachada cor de rosa, construída em 1660 onde pode apreciar arquitetura barroca. No seu interior pinturas impressionistas de Matej Sternen; e à Ponte Tripla (Tromostovje) que liga através de 3 pontes unidas os dois lados da cidade.

Slide3.JPG

 Se a época do ano assim o permitir, e claro se tiver tempo aproveite de faça um passeio de barco pelo rio Liublianica, uma forma diferente e bela para conhecer a cidade.

“Vivam todos os povos que anseiam pelo dia em que a discórdia será erradicada do mundo e em que cada um dos nossos compatriotas seja livre, e em que o vizinho não seja um diabo mas sim um amigo” palavras de France Preseren o maior poeta esloveno que dá o seu nome à praça principal, autor do hino nacional homenageado na estátua visível.

E será aqui que terminará o dia, vendo os últimos raios de sol despedirem-se da cidade, as luzes iluminaram as ruas e as pontes, e ao fundo a Lua beijar o castelo de Liubliana.

Acompanha tudo em balkan Adventure

logo com assinatura cor.jpg

 

Tallin – E a Estónia aqui tão perto

Dezembro 23, 2014

Ainda durante a minha Viagem à Finlândia, dei um pulinho a Tallin, capital da Estónia.

Uma viagem de barco tipo cruzeiro faz-nos atravessar o mar escuro do Báltico onde restam vestígios de pequenos “icebergs” e cortando o gelo da superfície chegamos a Tallin.

Não tinha nenhuma expectativa sobre esta cidade, não sabia o que iria encontrar e nem sabia o que realmente queria conhecer. Mas após uma breve consulta num míni guia turístico fornecido durante a viagem de barco, reparei que 1 dia seria pouco para conhecer uma capital tão histórica.

Ao sair no porto são logo visíveis as muitas torres medievais que circulam a cidade em conjunto com as suas muralhas, e ao transpor o “City gate” entramos realmente num mundo de imaginação. Aqui predominam muitos edifícios medievais súper bem restaurados onde abunda as traves d emadeira, as varandas características, as janelas ovais de antigos arqueiros.

Podemos entrar a preço simbólico em todas as atrações. Parece ridículo cobrar 1 euro para entrar num museu, mas é verdade.

Mas aquilo que mais saliento é sem dúvida o Castelo medieval, é de uma arquitetura fabulosa. E como não podia deixar de ser a grande Catedral ortodoxa, uma réplica do Kremlin Russo, onde abunda o ouro e os retábulos com joias incrustadas. Fiquei de boca aberta!

A população, ainda que débil a dominar línguas estrangeiras é de uma humildade e simpatia indescritível. E os preços são realmente apelativos. Nunca tinha estado num país em que os preços fossem tão baixos, apesar de já terem a moeda Euro, não se verificou qualquer inflação – parece que vivemos na época do escudo.

Depois desta pequeno mas intenso dia de descoberta fiquei com uma certeza. Vou voltar.

about me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D