Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Rotas do Mundo

Pedro around the World... My life, my dreams, my favourite things

A Violetta de manhã

Julho 18, 2015

Hoje acordei bem cedo, devia pensar que era dia de trabalho, fui até à sala, acendi a televisão e pensei - parece há anos atrás quando em puto acordava bem cedo para ver os desenhos animados - e porque não?

Comecei com o zapping e parei na Violetta. Nunca tinha visto 1 segundo, mas conhecia a personagem pelo estrondo mediático que fez, e pelas filhas dos meus amigos.

Mas fiquei a pensar porquê este sucesso? Não vi nem história, nem qualidade que justifique este boom...

Será que a idade não me deixa entender?

Alguém me explica?

Policia VS Pai benfiquista irresponsável

Maio 20, 2015

E anda um país a incriminar e a julgar um polícia, sem darem o benefício da dúvida e da inocência.

O ato cometido foi simples, um polícia, que por acaso é um jovem sub-comissário bastante respeitado em Guimarães e com um grande curriculum, teve a ousadia de agredir um benfiquista com um bastão aquando o jogo que levou o SLB à vitória do título.

É questionável? Provavelmente sim, ao agredir um adepto à priori inocente em frente aos seus filhos menores.

Mas eu pergunto: além do ambiente incendiário que existia causado pelas manifestações dos benfiquistas, a destruição de todo um estádio, o roubo dos armazéns do Guimarães, não será que este polícia estava sobre um gigantesco acumulado de stress devido às suas funções, e que ninguém está a ligar a essa situação?

Outra questão: Será que esse senhor para ser agredido não terá desrespeitado o agente de autoridade? Será que não estava envolvido em nenhum dos atos de vandalismos executados, ou no roubo?

Vamos presumir que o homem, esse santo, nada fez, concordo o ato do polícia é errado e tem de ser punido por isso.

Vamos imaginar que até aconteceu alguma coisa do desconhecimento público, será assim tão questionável?

Vamos averiguar e esperar por novas informações e depois julgar!

Mas além disso não deveremos também envolver o tribunal de menores nesta questão. É que um fator importante parece que está a ser esquecida, aquele senhor que foi vítima, levou o seu filho de 8 anos para um estádio repleto de gente, que como toda a gente sabe é local de risco, além disso num dia de calor, não hidratando a criança deixando a mesma prestes a desmaiar. Será que isto não será condenável? Isto está comprovado, não é preciso aguardar investigações é apenas acionar a justiça!

Dia Mundial do Teatro: O meu primeiro passo no Teatro

Março 28, 2015

Já lá vão muitos anos desde que a minha paixão pelo teatro despertou... Era bem pequenino, quando assistia às muitas emissões de serieados gravados ao vivo na televisão, e mais tarde com a Grande Noite do La Féria... Eu queria aquilo, representar um sem numero de personagens, cantar dançar, Viver...

Mais tarde na Escola Primária as minhas saudosas professoras Guilhermina Santos e Celeste Sabóia sempre apostaram em mim para abrilhantar as festinhas de Escola. Mas a minha estreia em palco ocorreu no salão dos BVColares durante a 4ª classe.

A partir daí e a viver a alguma distância de Lisboa, portanto longe do meio cultural o Teatro que me surgia seria na Escola, na televisão, em livros que poderia comprar, nos teatros amadores da zona Malveira da Serra e Fontanelas coma as suas revistas...

Quando sigo para a Escola Secundária teria oportunidade de brilhar, mas como há uns anos atrás ainda antes de ter estreado os morangos com açucar, havia muito poucos rapazes interessados em representar a peça escolhida pela encenadora foi "A Casa de Bernanda de Alba", logo fiquei de fora pois não há elenco masculino. 

Não participei, mas mais perto da cultura e com amigas mais velhas já tinha acesso às salas de espetáculo de Lisboa. Obrigado Alda sempre pelo gosto que partilhámos - ainda me recordo tão bem da petição para não deixar o Maria Vitória vir abaixo... Uma coisa é certa apesar do esforço reconhecido pela equipa da Maria João e do José Raposo, não fizemos muito... Ou quem sabe, o teatro continua de pé e a funcionar!!

Por sorte as minhas amigas gémeas Cátia e Célia Ramos e a minha Sónia Louçada convidaram-me para ir uma noite a Almoçageme para experimentar  o grupo de Teatro que estava a começar depois de mais de 20 anos parado.

E lá fui... à noite, sosinho, lembro-me como se fosse hoje, vestia um macacão de ganga (que vintage!) e uma camisola azul e entrei com o pé direito, literalmente, numa casa que não era minha mas que me adoptou...

E lá começamos em 2000 a ensaiar a Maluquinha de Arroios... Foi uma loucura, foi um sitio onde cresci, onde me tornei um homem, eu tinha 16 anos quando comecei. 

Ali constitui uma familia adoptiva, muitos amigos, alguns até já partiram de entre nós...

Quando em Março de 2001 as pancadas de Moliére ecoaram no Cine Teatro José Gomes da Silva em Almoçageme, o meu corpo tremeu, o meu coração saltou, o meu padrinho Domingos Simões deu a deixa e lá entrou o Lourenço de Avelar, Visconde da Maluquinha de Arroios...

O Teatro verdadeiramente tornou-se uma das partes mais importantes da minha vida...

Agora e depois de muitas peças feitas, de muitas peças a que assisti no mundo inteiro, a muitos livros que li, a alguns cursos que fiz, a 3 peças que encenei, a obra tem de continuar...

Obrigado Teatro por fazeres parte da minha Vida!

Viva o Teatro!

about me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D