Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Rotas do Mundo

Pedro around the World... My life, my dreams, my favourite things

Le Profs - os piores professores de França

Maio 22, 2017

PS_20151001141314.jpg

 

E se uma escola secundária tiver maus resultados nos exames nacionais? A escolha acertada do ministério de educação seria reforçar e garantir a competência dos professores que lá lecionam e garantir a qualidade do ensino.

Poderia ser esta se não existisse nos corredores do ministério secretários que ambicionam o mal do ministro e que querem a cadeira do poder, aí a solução é simples: contratar os piores professores do país e coloca-los à frente dos alunos finalistas do secundário.

Esta é a premissa para Les Profs, filme francês de 2013 do realizador Pierre François Martin-La Val baseado na banda desenhada francesa com o mesmo nome.

Uma comédia que não colheu as melhores críticas cinematográficas, mas que na minha opinião é uma excelente comédia para nos divertirmos, aliás acho que seja essa a verdadeira função de um filme cómico.

A história é simples, mas está recheada de personagens fantásticas e que daria a qualquer actor muito gosto em as trabalhar. Claro que além dos alunos do liceu, em especial Boulard o repetente e indiscplinado aluno, quem realmente brilha são os “profs” – os 7 magnificos – Amina, A bonita e gostosa professora de Francês, o enigmático Maurice professor de Filosofia, o louco e desastrado Albert professor de química, o fatigado e zen professor de matemática Cutiro, o exigente e militarizado professor de desporto Eric, a doida-varrida professora de Inglês e o pretende a professor de história e apaixonado por Napoleão Polochon. Os 7 vão virar a escola do avesso mas no final…

O final pode ser surpreendente por isso deixo em aberto para quem o queira ver.

Destaque para Pierre François Martin La Val que desempenha o papel de Polochon, Christian clavier no papel de Cutiro e Isabelle Nanty na louca Gladys.

Apesar das críticas este ano vai haver sequela – prof 2.

Um pequeno trailer do filme. Divirtam-se

 

Mil Vezes Boa noite

Outubro 01, 2015

PS_20150930120544-1.jpg

 

A vida desenrola-se à frente de todos, todos vemos as mesmas coisas, os mesmos factos, os mesmos acontecimentos, mas há uns que apesar de verem não acreditam ou simplesmente não querem ver. Depois há aqueles que realmente não viram, e há aqueles que nada fazem para evitar o que estão haver. Depois existem olhares que vêm, que sofrem e que querem mudar as coisas que viram, querem fazer parte da mudança para não as ver mais.

Mil vezes Boa noite, é um filme que retrata esse desejo de mudança de ver e fazer mais do que isso. Rebecca é uma fotojornalista de renome internacional, uma das melhores fotojornalistas do mundo que se encontra permanente em cenários agrestes de guerra. Um dia na sua obsessão de captar o final trágico de uma mulher bombista no Afeganistão acaba por ficar gravemente ferida.

Em recuperação na sua Irlanda, Rebecca depara-se com um dilema de vida a escolha da sua profissão que a deixa sempre em perigo ou a sua família. De forma a aproximar-se da família, especialmente da sua filha mais velha que partilha com ela os mesmos gostos humanitários, parte para o Quénia para fotografarem um campo de refugiados.

Quando estava garantido que não existia nenhum perigo, nesse mesmo campo de refugiados surgem guerrilhas de tribos diversas e começa um tiroteio. No meio da chuva de balas, obriga a sua filha a fugir e fica no local do conflito mais uma vez em busca da realidade, do relato do real, de documentar a Vida.

Um filme dramático assinado pelo norueguês Erik Poppe, que se inspirou nas muitas experiências como repórter fotográfico (algumas obras do autor: Schpaaa e águas agitadas).

Um filme de 2014 fabuloso, mágico, intrigante e fascinante com Juliette Binoche, Nikolaj Coster-Waldau (que a maioria conhece da Guerra dos Tronos) e Lauryn Canny nos principais papeis. De destacar Binoche que é irrepreensível neste desafio.

Apenas posso concluir como Brutalmente bom.

Trailer oficial

 

Le Profs - os piores professores de França

Outubro 01, 2015

PS_20151001141314.jpg

 

E se uma escola secundária tiver maus resultados nos exames nacionais? A escolha acertada do ministério de educação seria reforçar e garantir a competência dos professores que lá lecionam e garantir a qualidade do ensino.

Poderia ser esta se não existisse nos corredores do ministério secretários que ambicionam o mal do ministro e que querem a cadeira do poder, aí a solução é simples: contratar os piores professores do país e coloca-los à frente dos alunos finalistas do secundário.

Esta é a premissa para Les Profs, filme francês de 2013 do realizador Pierre François Martin-La Val baseado na banda desenhada francesa com o mesmo nome.

Uma comédia que não colheu as melhores críticas cinematográficas, mas que na minha opinião é uma excelente comédia para nos divertirmos, aliás acho que seja essa a verdadeira função de um filme cómico.

A história é simples, mas está recheada de personagens fantásticas e que daria a qualquer actor muito gosto em as trabalhar. Claro que além dos alunos do liceu, em especial Boulard o repetente e indiscplinado aluno, quem realmente brilha são os “profs” – os 7 magnificos – Amina, A bonita e gostosa professora de Francês, o enigmático Maurice professor de Filosofia, o louco e desastrado Albert professor de química, o fatigado e zen professor de matemática Cutiro, o exigente e militarizado professor de desporto Eric, a doida-varrida professora de Inglês e o pretende a professor de história e apaixonado por Napoleão Polochon. Os 7 vão virar a escola do avesso mas no final…

O final pode ser surpreendente por isso deixo em aberto para quem o queira ver.

Destaque para Pierre François Martin La Val que desempenha o papel de Polochon, Christian clavier no papel de Cutiro e Isabelle Nanty na louca Gladys.

Apesar das críticas este ano vai haver sequela – prof 2.

Um pequeno trailer do filme. Divirtam-se

 

about me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D