Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Rotas do Mundo

Pedro around the World... My life, my dreams, my favourite things

Um dia pelo Bairro dos Museus de Amesterdão

Março 15, 2018

bairro museus.jpg

 

Até ao final do século XIX, o Bairro dos Museus encontrava-se fora do limite da cidade, era apenas uma pequena região de herdades e jardins. Após esta data o município declarou toda esta zona como uma área cultural e de arte, devolvendo este pedaço de terra ao povo.

 

Surgiram então grandes museus, uma sala de concertos mundialmente famosa e o maior parque público da cidade além de ruas comerciais.

 

Assim Este local passou a ser obrigatório para todos aqueles que visitam Amesterdão e que amam cultura ou simplesmente relaxar no jardim.

 

Se queres passar um dos teus dias de viagem por aqui deixamos a nossa sugestão: De manhã comece o seu itinerário por um dos principais museus Rijksmuseum ou Van Gong. Salientamos que devido à dimensão do primeiro irá demorar todo o dia, assim selecione o tipo de obra de arte que mais gosta e comece a exploração por aí, eu recomendo começar na pintura do século XVII.

 

Após a visita atravesse a emblemática Museumplein e almoce numa das bancas de rua, preços acessíveis e entra verdadeiramente no espírito da cidade. Claro está que não pode faltar p momento selfie, tente e aproveite a instalação das letras I am Amesterdam em frente ao ringue de patinagem.

 

De tarde aproveite o sossego e calma do Vondelpark para fazer a digestão, e dependendo da época do ano delicie-se com as cores das flores. Sobrando-lhe ainda umas horas poderá entrar num outro museu disponível como o museu de arte moderna Stedelijk, visite o centro equestre, o centro de lapidação de diamantes ou simplesmente gastos um euros na P.C. Hoofstraat, a rua de lojas mais “in” da cidade.

 

De noite apanhe boleia de um dos muitos barcos bem ali perto e percorra a cidade pelos seus canais.

 

Pontos de interesse

Rijksmuseum: Inaugurado em 1808 pelo rei Luís Napoleão, tendo como inspiração o Louvre, detém uma coleção de arte extensa que foi aumentando ao longo dos anos e que detém atualmente 7 milhões de obras de arte. O edifício que foi construído em 1885 e que alberga o museu atualmente está dividido por 4 andares. Destacamos como principais obras de arte icónicas A ronda da Noite e A noiva judia de Rembrandt, a Leiteira de Vermeer, A Menina vestida de azul de Verspronck.

 

Van Gogh Museum: Instalado no edifício do arquiteto De Stijl, só por si uma obra de arte, alberga uma grandiosa coleção de Van Gogh. As obras mais icónicas do artista estão presentes como o auto retrato a pintar, os comedores de batatas, os girassóis e o Quarto de Arles.

 

Stedelijk Museum: O museu conta com uma coleção impressionante dedicada à arte moderna, desde o século XIX até à atualidade.

 

Concertgebouw: Uma das mais famosas salas de concertos mundiais, construída em 1888 por Van Gendt num estilo neorrenascentista holandês

 

Vondelpark: Fundado em 1864 por cidadãos filantropos, batizaram-no com o nome de um poeta do século XVII Josh Van den vondel. Tornou-se a Meca dos hippies dos anos 60 e 70. Continua hoje em dia a ser um espaço animado com desporto, artistas de rua e os grandes concertos de verão gratuitos que enchem o parque. Aprecie a calma e a beleza da fauna e flora existentes.

 

Coster Diamonds: Desde o século XVI que Amesterdão é um centro importante na lapidação e corte de diamantes quando os judeus portugueses e espanhóis se refugiaram aqui da inquisição. A Coster é uma das poucas oficinas que oferece visitas guiadas para observar classificadores e lapidadores de diamantes. Foi neste local que foi lapidado o grande diamante da coroa inglesa.

 

Museumplein: é a maior praça de Amesterdão e foi projetada em 1972. A sua história é engraçada pois nos anos 50 destruíram a praça para construir uma estrada a que os holandeses chamaram da autoestrada mais pequena da Europa. Entre 1990 e 96 foi projetada e devolvida aos moradores. Não é um exemplo de beleza, mas foi ajardinada e permitiu novas áreas de lazer. De destacar o monumento Inferno de Fogo em homenagem aos ciganos perseguidos pelos nazis e Ravensbrück memorial em memória as mulheres vítimas do holocausto.

 

De Hollandsche Manege: Uma magnifica escola de equitação com as suas áreas construídas num estilo neoclássico que se encontra escondida por detrás de uma fachada fenomenal. Poderá beber um café enquanto ascite a aulas de equitação.

 

P.C Hoofstraat: É a rua comercial mais “in” de Amesterdão, está para a cidade como a nossa Av. Da Liberdade está para Lisboa.

 

Segue todas as dicas para conheceres amesterdão.

 

Guia Viagem Miami: Key Biscane & Virginia Key

Março 05, 2018

orca.jpg

 

Tal como a sul do estado da Florida existem imensas ilhas designadas de Keys, também em Miami existem muitas ilhas algumas delas (as maiores em dimensão) também recolhem o nome de Keys.

 

Ora estes Keys são ilhas que se encontram ligados ao continente através de intervenção humana com a construção de pontes e viadutos. Virginia Key e Key Biscane são pontos que não podem faltar numa visita a Miami.

 

Para chegar a este destino tem diversas opções, através de autocarro partindo de Brickel ou de downtown, alugando um carro, ou desde Vizcaya Museum percorrer a pé as 7 milhas de pontes e ilhas – esta estrada Rickenbacker causeway ligará primeira Virginia Key e depois Key Biscane terminando no Farol do Cabo da Florida.

 

Uma coisa é certa a vista para o horizonte de Miami é brutal bem como os inúmeros parques públicos e praias.

 

Pontos de Interesse

Bill Baggs Cape Florida State Park: Como o próprio nome indica é o parque que alberga o Cabo da Flórida e o seu farol, sendo a estrutura mais antiga deste estado americano.

 

Biscayne Community Center & village Green Park: Um parque público com uma área enorme para crianças.

 

Crandon Park: Um parque com cerca de 1200 acres que se estende por 3 quilómetros ao lado da praia. Um paraíso, consideradas das melhores praias dos EUA.

 

Marjory stoneman Douglas Biscayne Nature Center: Um centro de natureza para conhecer a típica floresta subtropical do sul da Florida e a enorme fauna marinha.

 

Miami Sea Aquarium: Um ponto obrigatório, o sea aquarium conhecido em todo o mundo quer por albergar o show de orcas, o túnel dos tubarões, tartarugas marinhas bem como o raro mamífero manatim.

 

Sugestões

Caso consigas o que aconselho verdadeiramente é a levares algo para comeres e beberes durante este passeio dentro da mala e ires desfrutando dos muitos parques que vais encontrar fazendo um pic-nic.

No entanto, também existem bons restaurantes onde petiscar. Como é o caso de Boater’s Grill ou do Oasis Restaurant.

 

Sabe tudo sobre Miami

Guia Viagem Miami: Wynwood & Design district

Março 01, 2018

Wynwood.jpg

 

Na requalificada zona de Miami, agora considerada de “Midtown” nasceram Wynwood e o Distrito do Design.

 

Ambas as zonas eram extremamente perigosas com guetos e elevada taxa de criminalidade, a única forma de requalificar a zona foi atrair outro género de habitantes que se misturaram com a população local, e dinamizar a área com arte e design.

 

O fluxo de pessoas aumentou, tornou-se num bairro “in” e então cada vez mais se foram renovando apartamentos e armazéns em grandes lojas de conceituados criadores, galerias de arte e lofts para gente endinheirada.

 

Apesar do aumento de dinheiro na zona, não deixou de existirem comunidades menos abonadas e anteriormente vitimas de discriminação racial ou de género, hoje em dia, coabitam sem problemas.

 

Aqui entre cadeiras de design italiano, mobiliário da era romanov ou candelabros nascem lojas de criadores de moda.

 

Pontos de Interesse

 

Wynwood Walls: Uma explosão de graffiti e cor que pintam todas as antigas casas deste bairro. Um local a não perder.

 

Artopia: Um estúdio emblemático com muita história e que foi renovado por Purvis Young.

 

Bacardi Building: Um edifício que com as suas características parece um mosaico tropical. É uma torre que pertence à família Bacardi.

 

Brisky Gallery: Uma galeria de arte internacional principalmente com obras alemãs e belgas.

 

Living Room: Na rua, sim é uma galeria publica que serve de base ao Design District. Um interior devolvido ao exterior será este o lema.

 

Miami City Cemetery: O cemitério da cidade que acolhe os restos mortais das grandes personalidades desta cidade. Um cemitério onde existem 3 zonas distintas para brancos, pretos e judeus, além do tumulo da Mãe da Florida e de Miami: Julia Tuttle.

 

Pan american Art Projects: Um local onde poderá apreciar arte chinesa, europeia, latina, caribenha e americana.

 

Rubell Family Art collection: Museu da família Rubell com uma coleção de arte contemporânea colecionada por mais de 30 anos.

 

Conhece Miami

Guia Viagem Miami: South Beach

Fevereiro 21, 2018

miami trip.JPG

 

Miami são tantas coisas, mas para a maioria dos visitantes é glamour urbano. Chamam a Miami a cidade mágica e na realidade é. Miami são tantas coisas ... maravilhosas.

 

A maioria dos pontos de interesse, está concentrado em zonas ou bairros. O mais visitado é South Beach com as suas noites loucas, praias belas e quentes e hotéis art deco. Mas poderemos encontrar história e museus na baixa da cidade: Downtown, galerias de arte em Wynwood e no Design District , Hoteis com história em Mid-Beach, praias em Key Biscane e calma em Coral Gables e Coconut Grove.

 

Começamos então por explorar talvez dos bairros mais populares de Miami a famosa South Beach. Devido à sua extensão dividiremos South beach em duas zonas do sul à rua 11 e desta até à rua 23. Mas south Beacho ainda se vai alongar a norte num próximo post.

 

South Beach 11th to 23th street

 

Atrações de Topo

Art Deco District: Bairro central de South Beach que inicia na rua 18th e pelo sul atravessando a Ocean Drive e a Collins Avenue. O seu património arquitetónico de estilo Art Deco que se encontra preservado e nos transforma para outras eras.

 

Principais vestigios de Art Deco no bairro

Deco clássica: poderemos encontrar nas fachadas do Cardozo Hotel, Carlyle Hotel, Essex House Hotel, Na estação de nadadores salvadores, na Jerry’s Famous Deli – Edificio da Hoffman Cafeteria.

 

Elementos Deco estão presentes em inúmeros locais mas os mais emblemáticos serão o Crescent Hotel, Waldorf towers Hotel, colony Hotel Cavalier south Beach e Wolfsonian-FIU.

 

Depois temos modernos hotéis que adotaram este estilo arquitectónico, sendo eles Hotel Victor, Delano Hotel, Tides, James Royal Palm Hotel e o Surfcomber.

 

Pontos de Interesse:

1111 Lincoln road: Este edifício, Nº1111, situado na Rua Lincoln é um dos parques de estacionamento mais estranho existente.

 

Art Center/ south Florida: È um centro de arte, ou galeria que alberga alguns dos mais promissores artistas da atualidade

 

Bass Museum of Art: O melhor museu de arte em Miami, desenhado em 1930 por Russell Pancoast é um museu com visão futurista mas alberga pintura desde o século 16. O Bass forma assim o triangulo das artes com o Ballet de Miami e a Biblioteca regional, tudo isto no Collins Park Cultural Center

 

Española Way Promenade: Um verdadeiro passeio espanhol com a sua arquitetura autêntica, chão de terracota e arquitetura típica. Há tarde aos fins de semana alberga o mercado de artesanato.

 

Holocaust Memorial: Um momumento que honra as vitimas judias do holocaust Nazi.

 

Lincoln road Mall: Basicamente esta rua é um centro comercial ao ar livre, mas além de compras esta rua serve para apreciar e ser apreciado.

 

Miami Beach Botanic Garden: Jardim botânico de Miami onde o paraíso secreto se esconde na selva urbana

 

Miami Beach Community Church: Uma igreja de estilo espanhol, simples, modesta que contrasta com os edifícios que a rodeiam. Os Vitrais são o ponto forte desta igreja.

 

New World Center: O maior edificio de espetáculos da cidade.

 

Posto correios: Edifício histórico de 1937 que foi o primeiro projeto de renovação nos anos 70.

 

Tempel Emanu-el: Uma sinagoga um pouco invulgar situado no coração de South Beach

 

World Erotic Art museum: O museu que retrata a história erótica do mundo com uma coleção de mais de 5000 peças de onde se destaca o grande “Gold Dick”.

beach.jpg

 

South Beach 1st to 11th Street

 

Pontos de Interesse:

Woldonian FIU: O museu do design que leva-te ao contexto da cidade. Importante para perceber os movimentos artísticos da cidade.

 

Jewish Museum of Florida: Localizado na mais antiga sinagoga de Miami, este pequeno museu gratuito conta a história dos judeus em Miami Beach.

 

Ocean Drive: A Avenida junto ao mar mais famosa de Miami, um dos pontos principais para hoteis e restaurants de qualidade, uma avenida repleta de carros clássicos, teosterona, mulheres vistosas, celebridades e turistas.

 

Promenade: Um “calçadão” em frente à praia que se encontra a Ocean Drive a Praia e que sextende desde a rua 5th até à 15th. Com uma linha de palmeiras e brisa marinha o que faz dela um ótimo local para relaxar, passear os cães, skaters.

 

South Pointe Park: Um parque publico na ponta sul de South Beach.

 

Acompanha toda a viagem em Trip Miami

 

 

 

 

about me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D