Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Rotas do Mundo

Pedro around the World... My life, my dreams, my favourite things

Évora Hotel - critica de Descobrir Portugal

Janeiro 30, 2017

evorahotel.jpg

 Um hotel familiar situado à entrada de Évora, que tem como príncipio proporcionar aos seus hóspedes a verdadeira alma alentejana.

Celebra este ano 25 anos de existência mas têm-se mantido atualizado na decoração dos espaços comuns e nos serviços que presta aos seus clientes.

Poderá aqui desfrutar de um centro de wellness com diversos tratamentos de estética e massagens, piscinas exteriores e interior aquecida, bem como jacuzzi e sauna.

Os seus restaurantes oferecem duas alternativas bem distintas – O Restaurante Sol Poente com cozinha tradicional que pode ser servida à carta ou em buffet e o Restaurante Naturalliving com uma cozinha mais alternativa.

O hotel disponibiliza ainda parque gratuito, bem como internet wireless em todos os locais e serviço de babysitting.

No Évora Hotel pode ainda ter contacto com os famosos vinhos alentejanos na loja que o próprio hotel disponibiliza.

O hotel disponibiliza 170 quartos e suítes a diversos preços. Sendo que pode optar para vista da planície, jardim ou piscinas sendo que todos detêm varanda privativa. Os quartos, mesmos os mais simples são espaçosos e confortáveis, no entanto a decoração já está um pouco ultrapassada sugere-se uma modernização.

Pontos francamente positivos: relação qualidade/preço e simpatia dos funcionários

Para um hotel 4 estrelas não esperava o serviço de chinelos, roupões e toalhas para a piscina interior conforme é disponibilizado.

Pontos a melhorar: modernização dos quartos e da zona da piscina interior

Com preços que variam desde os 60€ noite, são várias as opções... 

Pontuação:

Localização do Hotel – 3/5

Funcionários 4/5

Serviços 4/5

Limpeza 4/5

Conforto 4/5

Relação qualidade/preço 4/5

descobrir portugal.jpg

 

As cidades mais baratas e dispendiosas para pernoitar em Agosto

Agosto 13, 2015

A Trivago – motor de busca publicou um estudo (Hotel Price Index) sobre as cidades mais caras e mais baratas para pernoitar durante o mês de Agosto.

Se por acaso ainda está a pensar qual o local a visitar neste extenso planeta poderá ter aqui algumas ideias. Se procura gastar pouco ou até não se importa de investir um pouco mais, há opções para todas as bolsas.

De salientar que do mais barato para o mais caro existe a diferença de 400€ por noite.

A cidade mais barata do mundo com o preço de 55€/noite é Hanói no Vietname enquanto o principado do Mónaco ocupa a posição de mais caro com um custo médio de 475€.

Portugal figura com o Porto entre as 10 cidades mais baratas da Europa o que poderá atrair ainda mais turistas à nossa bela invicta cidade.

As cidades da Europa mais baratas são: Varsóvia, Sófia, Bucareste, Sevilha, Belgrado, Cracóvia, Madrid, São Petersburgo, Dresden e Porto e Bruxelas.

As cidades mais caras no velho continente são: Mónaco, Edimburgo, Genebra, Londres, Veneza, Berna, Copenhaga, Amesterdão, Nice e Dublin.

Depois de por acaso quiser viajar para outros países é de fixar que os destinos mais baratos são os seguintes: Luxor no Egito, Belo Horizonte no Brasil, Cidade do México no México e Hanói no Vietname.

Enquanto que as cidades mais caras são: Boston nos EU América, Palm Bezh em Arruba, Zanzibar na Tânzania e Nord Malé Atoll nas Maldivas.

Opções são muitas, agora é só escolher a sua Rota e partir.

Boas férias.

As histórias de Backstage do Hotel Royal

Março 23, 2015

assit palco.jpg

 

As histórias e peripécias que acontecem por detrás de um cenário não está ao alcance da maioria dos mortais, mas quem faz parte de um elenco ou técnica de um grupo de teatro, seja ele amador ou profissional sabe do que falo.

Ouve-se uma voz a dar inicio ao espetáculo pedindo para que os aparelhos de telecomunicações sejam desligados ou silenciados, a luz da sala escurece, por detrás do pano o respirar dos atores acelera prontos para entrar em ebulição em mais um espetáculo. Não é medo, são os nervos miúdos de respeito por um público que enche mais uma vez a nossa plateia.

O encenador entra em palco ainda com as cortinas fechadas a dar o ultimo incentivo... Vamos rebentar, ritmos alegria, muita merda, divirtam-se. O pano começa a subir os atores perfilam-se para entrar em palco repletos de concentração para nada falhar... E não são só os atores.

Em cada esquina do palco por detrás do cenário amontoam-se chapéus, vestidos, cabides, as assistentes de palco estão prontas, pois em intervalos de 2 minutos têm de ajudar a trocar a roupa a 12 ou mais atores...

E é assim todas as noites, num espírito de união estas mulheres sentem-se em palco, sentem os nervos, sentem o amor ao teatro. Numa troca de despe e veste, Poe peruca, troca de bigode, pinturas e maquiagem, adereços, troca de cenário, desce o pano, é uma loucura infernal.

Por vezes vêm ver o que se passa amigos e familiares, e quando chega às partes de maior stress, por exemplo quando em 1 minuto 22 pessoas têm de trocar de vestidos e entrar em palco a dançar e a cantar, eles dizem: Mas o que é isto? Loucura!

Loucura! Loucura! Este é o Hotel Royal! Diz uma das nossas músicas. E é mesmo!

Lá em cima na régie 7 homens todos os espetáculos prontos para darem som e luz à cena. São microfones que ligam e desligam, uma banda sonora com mais de 70 músicas. Mais de uma centena de desenhos de luz, troca, liga, desliga, acende follow spot e roda, desce pano, acende dvd e é assim todas as noites.

Há momentos mágicos, em que à técnica se junta todos os atores, durante 1 cena de pano fechado. Lá atrás o stress: fecha cenário, desce escadas, sobe pano, sobe lustre, vira as mobílias... tirem as cadeiras, desapareçam os candelabros, sobe o pano... Está calmo outra vez.

A vocês técnicos e assistentes de palco quero agradecer... esta peça vive de muita coisa, mas vocês são uma peça fundamental...

E agora começa outro espetáculo... a Loucura do Hotel royal vai continuar.

bastidores.jpg

regiie.jpg

bastidores2.jpg

 

Hotel Royal já estreou

Fevereiro 23, 2015

Quase 12 meses passaram desde que meti na cabeça que queria criar uma comédia musical tendo como pano de fundo os loucos anos 20. E foi assim que começou, um dia surgiram uns personagens, depois outros e por fim a peça ficou completa.

No final do mês de Março apresento então o texto de Hotel Royal: De pernas ao léu aos meus atores e atrizes e começamos a ensaiar.

Quase ao mesmo tempo começo em busca de músicas que completem esta obra, e a escolha recaiu em muitas musicas associadas a espetáculos da Broadway e do Cabaret Francês. Depois decidi incluir alguns números musicais mais atuais e também alguns números de homenagem como pró exemplo a Edite Piaf e a Carmen Miranda.

Os cenários segundo os meus fracos desenhos começaram a ser construídos, as danças a serem coreografadas, os vestidos de gala a serem costurados.

Ao ver, a peça que agora estreou, tudo parece tão fácil e simples, mas não é assim.

São muitas horas de ensaio (durante o fim de semana) para decorarem textos e criarem os seus personagens. São muitas horas com martelos, agulhas e tintas e afins para realizar todo o meu sonho.

Mas finalmente, no passado dia 21 de Fevereiro, eu e o meu grandioso Grupo Cénico Pérola da Adraga, lá conseguimos abrir as portas do nosso Hotel Royal, para uma estreia arrepiante, fabulosa e com uma plateia esgotada.

Agora continuaremos em cena, esperando por todo o público.

 

“Há muito, muito tempo, era assim que podia começar a nossa história mas por acaso não começa.

Hotel Royal é uma comédia musical da autoria de Pedro Carvalho cuja ação se desenrola nos

loucos anos 20 num hotel imaginário, sediado na Sintra Antiga .É neste hotel que vão surgindo e deambulando todos os personagens, quer hóspedes quer empregados.

Numa bela tarde, quando nada fazia esperar, desapareceu uma joia de muito valor de D. Carlota, viúva endinheirada que adora ser bajulada. É com a ajuda da gerente Elisa que arquitetam um plano para resolver este mistério e mandam vir de Lisboa um agente de investigação.

É aqui que surge Setas, policia judiciário muito trapalhão que com a sua falta de habilidade vai tentar restituir a joia roubada. No Hotel encontra-se com Pascoal, um amigo de longa data, barbeiro/manicure do estabelecimento hoteleiro e que trata as conversas alheias por tu. Estes dois seres trazidos do mundo da comédia, tentam disputar o amor de D. Carlota, ambicionando algum rendimento extra, o que origina uma guerra entre ambos e consequentes momentos hilariantes. A juntar-se aos 3, chega ainda Veríssimo, empresário nortenho do calçado com a sua brutalidade e estupidez natural.

No Hotel existem ainda outras personagens, que fazem do local uma verdadeira caixinha de surpresas: Valéria a sedutor irresistível, Crisálida a falsa paralítica, Saavedra o explorador africano, Edite a estrela das revistas do Parque Mayer. Como em todas as grandes comédias portuguesas não faltam o romance e as relações amorosas. No nosso caso o triângulo amoroso entre Katie uma atriz da Broadway americana, Rodrigo um bom vivant e Vera a menina endinheirada e rejeitada.

Este espetáculo musical é assim, acompanhado com muitos momentos dançados e cantados ao vivo a relembrar as grandes revistas do Parque Mayer e os grandes números musicais da Broadway. Pelo palco, além de muitos originais, vão passar grandes recriações de Carmen Miranda, Edite Piaf e algumas músicas bem conhecidos do nosso panorama musical.

As penas, os brilhos, o guarda-roupa de mais de 200 _gurinos abrilhantados por um excelente desenho de luz e um riquíssimo cenário, complementam este espetáculo.

É por isto tudo que esperamos por si no Hotel Royal : De pernas ao Léu!”

Próximos Espetáculos: 28 de Fevereiro - 21H30, 15 de Março - 16H30, 21 de Março 21H30, 04 de Abril - 21H30.

Até já!

about me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D