Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Rotas do Mundo

Pedro around the World... My life, my dreams, my favourite things

Cavaco tens tomates?

Novembro 11, 2015

Slide1.JPG

 E agora chegamos a mais um impasse que contribui apenas para uma única certeza – instabilidade política ao mais alto nível.

Nas eleições de 04 de Outubro o PSP/ CDS ou será melhor chamá-los de PAF venceram as eleições legislativas portuguesas mas sem maioria. O PS de António costa teve uma derrota significativa no entanto inteligentemente e ambicionando poder, aliás ou era agora ou a sua carreira política terminava, decidiu não se demitir de secretário geral do partido e começar um sem número de negociações com os partidos da esquerda.

Ontem, dia 10 de Novembro, os partidos de esquerda com assento parlamentar (exceto o PAN continuando os maiores partidos a discriminar a força animal) celebraram os acordos que permitem ao PS assumir a liderança do parlamento, toda esta situação está a causar muita indignação mas está prevista na constituição da República Portuguesa portanto temos pena.

Com esse acordo celebrado entre os 4 de esquerda aparentemente o PS tem o apoio dos outros partidos para aprovarem orçamentos, mas nada disso vem refletido nos acordos, aquilo que se lê é o assumir de ideias divergentes e convergentes entre PS e cada partido. Pois o acordo nem conseguiu unir os 4 à mesa. No entanto, mesmo assim foi aprovada uma moção de rejeição do programa do governo PAF e o mesmo caiu.

Hoje dia 11 de Novembro começa o dilema e a incerteza sobre o futuro do nosso país.

Existem neste momento 2 únicas soluções:

- O presidente da república Cavaco Silva indigita António Costa como primeiro-ministro dando-lhe liberdade de criar um governo à sua imagem e apresentar um programa de governo verosímil que será aprovado por uma maioria parlamentar

- Ou não acredita no futuro deste novo governo minoritário do PS que diz ter o apoio incondicional dos partidos de esquerda (quando sabemos que isso não é totalmente verdade) e mantém Portugal com um governo de gestão até novas eleições legislativas

Se bem que não acredito na exequibilidade do programa do PS, penso que será pior 6 meses de incerteza política. No entanto, Cavaco silva terá neste momento muitas dúvidas no seu miolo. A ver vamos.

Depois de quase 10 anos como múmia Cavaco silva vai fazer história como presidente da república tome ele a decisão que tomar.

Resta saber: OH Cavaco tens tomates para esta decisão?

O futuro de Portugal pode ser canhoto

Novembro 09, 2015

A Estabilidade política que se avizinha pode significar uma nova e futura instabilidade.

O que será que vai acontecer amanhã? Ao que parece o Partido Socialista conseguiu chegar a acordo com o PCP, os Verdes e o bloco de Esquerda e amanhã irão alinhar numa moção de censura ao programa de governo do PAF. A consequência prevista é a queda do governo.

E Depois?

Depois vamos ver se Cavaco Silva indigita António Costa como primeiro-ministro, ou se deixa um governo de gestão até novas eleições legislativas, que a acontecer será lá para o mês de Junho.

Não votei obviamente na política de esquerda, e acredito que a maioria dos votos de esquerda não entraram nas urnas para esta política que agora se desenha, mas depois da evolução do último mês confesso que gostaria de ver a esquerda no poder.

Vamos ver se as políticas que dizem melhorar e acabar com a austeridade, que todos nós sofremos, terá solução positiva.

Aguardamos por evoluções, até lá esperamos que os mercados não se amedrontem e que os juros da dívida portuguesa não subam.

Dizem que o futuro a Deus pertence mas agora pertence ao Cavaco...

E os vencedores da noite eleitoral foram... Todos

Outubro 05, 2015

legislativas 15.jpg

 

E ontem foi dia de eleições legislativas que visavam encontrar o novo governo para os próximos 4 anos (se chegarem ao fim sea quem for).

O povo foi às urnas, apesar da elevada abstenção que continuou com numeros superiores aos de há 4 anos atrás, e elegeu a coligação Portugal à Frente composta pelo PSD e CDS-PP como os grandes vencedores da noite, apesar de não lhe atribuírem a maioria absoluta que tanto pretendiam.

Mas afinal quem foram os verdadeiros vencedores desta noite?

Basta ouvir com alguma atenção os discursos dos diferentes partidos políticos que percebemos que todos eles ganharam.

Passos Coelho e Paulo Portas gritaram a vitória obtida e uma vez que não conseguiram a maioria absoluta gritam aos socialistas para um acordo parlamentar.

Bloco de Esquerda foi outro vencedor da noite conquistando o maior resultado de sempre e tornando-se no 3º partido com maior representatividade parlamentar.

O outro vitorioso foi o PAN - Partido dos animais e natureza que conseguiu pela primeira vez um deputado eleito para a assembleia.

Por fim o habitual vencedor mas que a cada eleição que passa tem menos votos, os mesmos deputados, e nunca passam do mesmo. Este ano até forma ultrapassados pelo BE. A CDU com coligação do PCP e dos Verdes piorou o numero de votos face às ultimas eleições. No final os comunistas gritaram vitória. Não consigo perceber qual o designio para este grito, mas enfim.

Depois ainda temos o PS, que depois de levar a maior vergonha eleitoral da história (conseguiram não ganhar a um governo Toikano) o seu secretário geral não se demitiu e ainda passou a noite a discursar medidas do seu plano. Parece que tinha ganho alguma coisa. Oh Costa, Costa!

Agora o futuro a deus pertence, quem constituirá o próximo governo? Vai existir acordo para um bloco central? A esquerda vai unir-se? Cavaco convocará novas eleições? Vamos esperar para ver.

Eu na minha modesta opinião apenas tenho de felicitar o Bloco de Esquerda na pessoa da Catarina Martins, uma lider mulher que conseguiu inverter os resultados anteriores de um partido novo quase falecido, para uma grandiosa revelação. Não contou com o meu voto, mas tenho de concordar que foi sem sombra de dúvidas a melhor prestação em toda a campanha eleitoral.

Para finalizar, Portugal só com PAF poderá não ir para a frente, por isso gostaria de ver os agentes políticos de esquerda a negociarem seriamente para defender o nosso país e o nosso povo, ficando de fora ideologias politicas que só servem para enfraquecer a nossa democracia. Cabeças pensantes de grande qualidade existem em todas os quadrantes políticos, portanto gostaria de ver uma união entre estas gentes.

Aquilo que anseio também é que o próximo presidente da assembleia seja uma pessoa capaz. Com a composição da assembleia provavelmente será alguém de ideologia mais "canhota" pelo que rezo para que não se lembrem de Ferro Rodrigues ou Ana Gomes para esse lugar. Precisamos de grandes cabeças mas não de grandes cabeçudos.

about me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D