Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Rotas do Mundo

Pedro around the World... My life, my dreams, my favourite things

Mafalda Ribeiro A Super Mulher Deficiente

Maio 07, 2016

PS_20160507202002.jpg

 

Hoje mais uma grande entrevista de Daniel Oliveira no Alta Definição com Mafalda Ribeiro.

Uma excelente conversa que demonstra bem a força, a teimosia, a garra desta super micro mulher.

Há uns 10 anos atrás tive o prazer de conhecer esta Mafalda, no meu tempo de jornalista estagiário do Sociedade Civil da RTP2 com a Fernanda Freitas.

Desde logo reconheci a sua força e humildade quando a agarrei ao colo para a levar para o estúdio.

Continua com a tua força e a sorrir sobre rodas.

Sei que que não ficarás chateada mas és mesmo a super mulher deficiente.

 

Mulheres nomeada para Emmy Internacional

Outubro 06, 2015

emmy.jpg

 

E o que será que vão dizer os famosos críticos intelectualóides de esquerda a mais uma nomeação dos Emmys Internacionais a uma telenovela portuguesa?

Afinal a ficção portuguesa não deve ser assim tão má.

As mulheres telenovela da TVI acaba de ser nomeada para o prémio de melhor telenovela aos Emmys internacionais, ao lado de uma produção brasileira- Império exibida na SIC, a uma produção angolana que a RTP exibiu e a uma produção de lingua espanhola.

Uma coisa é certa existe 75% do vencedor falar português.

Mulheres é uma telenovela que conta a história de um grupo de mulheres e dos seus problemas diários que acabam por se unir numa imobiliária e em conjunto além do sucesso profissional conseguem atingir a felicidade pessoal. Protagonizada por sofia Alves e Fernanda Serrano conta ainda no elenco com Paula Lobo antunes, Jessica Athayde, Gabriela Barros, Maria Ruef, Susana Arrais e Sofia Ribeiro.

Se conseguirmos vencer será o 3º Emmy para a ficção portuguesa, mas a nomeação já é positiva e por isso parabéns a todas as produtoras de televisão

 

O som de Cristal - estreou valentemente

Setembro 02, 2015

quim.jpg

 

Tenho andado ausente e por isso hoje falo de algo que já estreou há 5 dias.

O programa Som de Cristal da SIC com Bruno Nogueira e um leque de artistas de música popular portuguesa, ou mais conhecido por Pimba.

Depois do Bruno ter estado dois anos a percorrer o país com Manuela Azevedo (clã) no seu espetáculo “deixem o Pimba em paz” onde estes 2 deram uma nova roupagem a musicas consideradas pimbas de vários artistas, agora este humorista decidiu criar um programa onde seguem a vida dos artistas populares.

Em jeito de documentário Bruno Nogueira acompanha a vida, os bastidores, e aquilo que ninguém conhece da vida de alguns ar4tistas populares portugueses.

O primeiro programa estreou no sábado e contou com o protagonismo do mestre da culinária, Quim Barreiros. Vi o programa e adorei quer o conceito quer o Quim.

Em jeito divertido e cómico, o programa não está feito para ridicularizar o artista, o que seria fácil e óbvio. Chama-se a isto inteligência no humor.

saul.jpg

 

Parabéns à SIC por apostar em algo diferente e ao Bruno e seus convidados por mostrar um Portugal popular, que tantas críticas tem mas que na realidade toda a gente acaba por gostar.

Artistas como Roberto Leal, Marante, ágata, Romana e o pequeno Saul vão abrilhantar os próximos episódios desta temporada.

Slide4.JPG

 

Reportagem Sic: Hipismo e o sonho dos cavalos lusitanos

Agosto 28, 2015

gustavo carvalho.jpg

 

Grande Repostagem da sic de ontem mostrou-me um mundo que não conhecia – o hipismo português.

Sendo um desporto por norma bastante elitista, não está ao alcance de cada um praticá-lo e talvez por isso também não tem assim muitos adeptos.

Aquando os últimos jogos olímpicos, em Londres, todos ouvimos falar do grande cavaleiro Gustavo Carvalho e do seu Rubi, um cavalo de puro sangue lusitano que em conjunto conseguiram o feito d elevar a primeira dupla portuguesa verdadeiramente ao palco olímpico nesta categoria.

O Rubi está velho e já não pode concorrer, mas Gustavo Carvalho já se prepara montando o seu novo cavalo também ele puro sangue lusitano.

Fiquei abismado com o que é necessário para esta competição, uma equipa enorme, muito treino e valores (que não foram divulgados) mas que devem ser muito elevados. A roulotte de transporte dos animais é um sonho.

É importante divulgarem estas atividades desportivas que não são muito faladas e que estão em franca ascensão de resultados.

Muita força para a Federação de Hipismo, para os donos e especialmente para os cavalos e seus cavaleiros.

Força Portugal. Força Gustavo Carvalho

cavalo.jpg

 

Reportagem SIC: Viagem ao Japão - a análise

Julho 31, 2015

japaoviagem.jpg

 

Estava bastante curioso de ver a Grande Reportagem Sic, que foi ontem emitida no Jornal da Noite, com o título de Viagem ao Japão.

A reportagem de Ana Peneda Moreira e imagem de Odacir Junior, assentou numa viagem ao Japão e na análise deste país do sol nascente de diversas perspetivas. Tentaram mostrar algo que nunca ninguém ainda tinha mostrado, e tentaram mostrar as divergências e dessincronias que existe naquele país.

Desde a abordagem à vida de uma jovem gueixa de 16 anos, que ainda hoje pinta a sua face de branco, os seus lábios de vermelho, veste os seus quimonos e dança para homens mais velhos, até ao isolamento das povoações do leste do Japão que viram as suas vidas devastadas pelo Tsunami de 2009.

Ainda visitaram o maior mercado de peixe do mundo em Tóquio, onde ainda no ano passado um atum azul foi vendido por 30 mil euros, os balneários públicos que se enchem de homens para o seu banho matinal, as escolas públicas onde não existem funcionários de limpeza e de cantina e esse trabalho é feito pelos próprios alunos.

Depois deram a conhecer a maior obra de engenharia do mundo para escoamento de águas e evitar inundações nas grandes cidades, um exemplo que Lisboa poderia adotar, e a cidade de Fukushima que se mantém fechada tal como uma cidade fantasma devido à radioatividade que permanece no solo após o rebentamento da central nuclear.

Apresentaram-nos dois portugueses que por lá andaram e que lá se estabeleceram, Marta Morais – que hoje vive casada com um monge budista, e José Botelho que tem um restaurante em Osaka de comida portuguesa de seu nome Lisboa.

Uma visão diferente e com grandes temas, no entanto a reportagem quebra pela sua duração. São 35 minutos para abordar muitos temas, o que origina uma abordagem muito superficial e depois uma montagem e edição muito má, a roçar a falta de gosto, de tempo, de vontade.

Se Odacir Júnior captou boas imagens e ainda tem “guardadas” muitas para mostrar, o que eu aconselharia aos diretores de informação da SIC era de dividir em 2 ou 3 reportagens. E se acham que não é para transmitir em horário nobre na tv generalista têm sempre uma tv de noticias para as emitir. O público agradecia uma abordagem mais profissional a um tema que facilmente agrada a maioria dos mortais. Além disso é melhor começar a investir naquilo em que a SIC era realmente boa – reportagens.

Valeu o esforço, mas não valeu na totalidade o resultado final.

Slide3.JPG

 

Reportagem SIC: Viagem ao Japão

Julho 30, 2015

japao.png

 

Hoje à noite estreia na SIC a Grande Reportagem Viagem ao Japão.

Uma peça jornalistica de 35 minutos que vai mostrar o país do sol nascente e as suas diferenças, desde o reboliço das grandes cidades, à calma das suas montanhas.

Uma história de amores e ódios, de Guerra e paz, de Ricos e pedintes, de Gueixas e de Anime Girls.

Eu não vou perder, talvez me inspire e seja a minha grande viagem no próximo ano.

GR sic.jpg

 

Globos de Ouro - adorei o inesperado

Maio 25, 2015

Não podia deixar de comentar 3 simples estatuetas da categoria de teatro.

Numa entrega de prémios como os globos de ouro que é encenada, criada e estupidamente organizada por um grupo de comunicação, em que apenas neste grupo existe linhas disponíveis para a obtenção de votos, é natural e habitual que premeie as suas figuras de cartaz, aliás o que tem vindo a acontecer sempre.

Por essa razão acabaram com a categoria de televisão - era um absurdo.

No entanto, este ano adorei a entrega dos prémios de teatro, se os votos de Diogo Infante não foram surpresa, fiquei de queixo caído com a escolha da melhor atriz que foi entregue merecidamente a Sara Carinhas.

Mas a entrega do prémio a Tropa Fandanga como melhor espetáculo foi arrebatador. Uma revista á portuguesa moderna, radical, sem preconceitos, arrojada e com tudo para poder falhar. Mas são estes os riscos que compensam. Merecido. E para quem não viu tem oportunidade de ver novamente em Lisboa no final de junho. Parabéns. Afinal está provado que pode haver qualidade aliado a público.

about me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D